Mirandela (Portugal)

Apresentação da cidade de Mirandela e do seu concelho: caracterização socioeconómica, histórica, património histórico, edificado e património natural.

 

Mirandela é uma cidade portuguesa, sede de município, localizada na Região Norte, sub região de Trás-os-Montes. Segundo os Censos de 2011, a cidade de Mirandela conta com 23 850 habitantes e com uma área de 658,96 km². É composta por 30 freguesias: Abambres, Abreiro, Aguieiras, Alvites, Avantos e Romeu, Avidagos, Navalho e Pereira, Barcel, Marmelos e Valverde da Gestosa, Bouça, Cabanelas, Caravelas, Carvalhais, Cedães, Cobro, Fradizela, Franco e Vila Boa, Frechas, Freixeda e Vila Verde, Lamas de Orelhão, Mascarenhas, Mirandela, Múrias, Passos, São Pedro Velho, São Salvador, Suçães, Torre de Dona Chama, Vale de Asnes, Vale de Gouvinhas, Vale de Salgueiro e Vale de Telhas. O concelho de Mirandela faz fronteira com o município de Vinhais, a leste por Macedo de Cavaleiros, a sudeste por Alfândega da Fé, a sul por Vila Flor, a sudoeste por Carrazeda de Ansiães e por Murça e a oeste por Valpaços.

 

mirandela1

 

História da cidade

Por todo o concelho é possível encontrar vestígios de civilizações pré-históricas documentados em monumentos megalíticos e em diversos castros plantados pelo município. Os povos da idade de bronze desenvolveram diversas atividades nomeadamente mineiras explorando o estanho, o cobre, o arsénio e o ouro, situado na freguesia de Passos. Os romanos também aqui se estabeleceram deixando marcas da sua civilização.

No século VI, o paroquial Suevo dá conta da existência de “Laetera” enigmática e vasta circunscrição administrativa que corresponde à mesma área onde nasceu o atual concelho de Mirandela. A medieval “terra de Ledra” estender-se-ia pela quase totalidade do atual concelho e por parte do concelho de Vinhais, compreendendo ainda uma reduzida porção do concelho de Mirandela. No dealbar do século XIII, já esta terra se encontrava dividida em três julgados: Lamas de Orelhão, Mirandela e Torre de D. Chama. Todas estas povoações receberam foral e se constituíram em concelhos. Mirandela recebeu assim de D. Afonso III carta foral a 25 de maio de 1250.

De 1835 a 1871, as reformas liberais extinguiram-nos, restando-lhes a memória desses tempos de autonomia. Em 1884, o concelho de Mirandela passa a ter delimitações geográficas conforme as atuais.

 

Património e Economia

A Serra de Santa Comba é um dos marcos principais do património natural da região, sendo que o rio Tua que atravessa a cidade faz parte de uma das maiores atrações turísticas da cidade.

A Ponte sobre o Rio Tua e a Ponte de Pedra sobre o Rio Tuela foram classificados como monumentos nacionais.

Na lista de património edificado em Mirandela encontramos ainda várias edificações com classificação de Imóvel de Interesse Público como o Palácio dos Távoras (atual Câmara Municipal de Mirandela).

O concelho de Mirandela é dona de uma das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa: a alheira de Mirandela. Para além dos enchidos, a região é rica em produtos como azeitona e vinho. A agricultura é o principal setor de atividade do concelho.

578 Visualizações 2 Total

References:

 Cm-mirandela.pt. (2017). CM Mirandela / Início. [online] Diponível em: http://www.cm-mirandela.pt/ [Acedido 12 Dec. 2017]. 

578 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.