Alijó, Portugal

Alijó é um município português localizado no distrito de Vila Real, na região norte e sub-região do Douro. É um município com 11 942 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em 14 freguesias em 297,60 km². Alijó é limitado a norte Vila Pouca de Aguiar e Murça, a leste por Carrazeda de Ansiães, a sul por São João da Pesqueira e a oeste por Sabrosa.

As 14 freguesias do concelho de Alijó são: Alijó, Carlão e Amieiro, Castedo e Cotas, Favaios, Pegarinhos, Pinhão, Pópulo e Ribalonga, Sanfins do Douro, Santa Eugénia, São Mamede de Ribatua, Vale de Mendiz, Casal de Loivos e Vilarinho de Cotas, Vila Chã, Vila Verde e Vilar de Maçada.

História

Alijó localiza-se numa região de cultura castreja que sofreu com o resultado da romanização e da ocupação dos Mouros. Alvo de disputas entre cristãos e árabes, foi destruída e abandonada. A partir do primeiro quartel do século XII começou o seu povoamento graças aos forais outorgados por D. Sancho II (1226), D. Afonso III (1269) e D. Manuel I (1514).

A sua localização, o clima e os solos ricos foram cruciais para a fixação da população, mas apenas a partir dos séculos XII e XIII é que se assistiu a uma ocupação ordenada, tendo sido atraídos vários representantes da nobreza e alta burguesia.  

Património edificado e natural

O património religioso desta vila inclui a Capela do Senhor do Andor ou dos Passos, a Capela de Nossa Senhora dos Prazeres, no monte da Cunha, e a Capela de Santo António, no monte do Vilarelho. Em relação à arquitetura civil, destacam-se o Pelourinho de Alijó e o Pelourinho de São Mamede de Ribatua.

Além disso, é também importante referir os vestígios arqueológicos espalhados por todo o concelho, nomeadamente a Anta de Fonte Coberta, o Abrigo Rupestre da Pala Pinta e os marcos graníticos em Favaios,

A principal referência natural de Alijó são as paisagens de vinhas, que encantam o olhar consoante as estações do ano.

Gastronomia

Os pratos tradicionais da gastronomia de Alijó são a bola de carne, o cozido à portuguesa, os enchidos, o cabrito no forno, o cordeiro de leite, a carne de porco bísaro, a feijoada à transmontana, o bacalhau assado com batatas a murro e as carnes fumadas.

Na doçaria destaca-se o sarrabulho doce, as cavacas de Santa Eugénia, o bolo borrachão, o doce da Teixeira e o bolo mulato.

Contudo, o principal ex-libris gastronómico da região é o Moscatel de Favaios.

Brasão da cidade

image_brasao

O brasão da cidade é composto por escudo de ouro, com um castanheiro de verde arrancada de negro, acompanhado por duas torres de vermelho, realçados de negro. A bordadura é de negro, carregado de oito ouriços de castanheiro de ouro. A coroa mural é de prata de quatro torres e o listel é branco com as palavras VILA DE ALIJÓ a negro.

82 Visualizações 2 Total
82 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo