Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Abrantes (Portugal)

Apresentação da cidade de Abrantes e do seu concelho: caracterização sócio-económica, histórica, heráldica, património histórico, edificado e património natural.

Abrantes é uma cidade portuguesa e sede de concelho pertencente ao distrito de Santarém localizada na região Centro e sub-região do Médio Tejo. Enquanto a cidade de Abrantes conta com 18.450 pessoas, o município tem cerca de 713.46 km2 e, segundo os Censos de 2011, tem uma população de 39 325 habitantes num total de 13 freguesias, a saber: A União de freguesias de Abrantes (São Vicente e São João) e Alferrarede, Aldeia do Mato e Souto, Alvega e Concavada, Bemposta, Carvalhal, Fontes, Martinchel, Mouriscas, Pego, Rio de Moinhos, São Facundo e Vale das Mós, São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo e a freguesia do Tramagal. Faz fronteira com os concelhos de Sardoal, Vila de Rei, Mação, Gavião, Ponte de Sôr, Chamusca, Constância e Tomar. É ponto de confluência de zonas diferentes (Ribatejo, Beira Baixa e Alto Alentejo) por estar situado no centro do território de Portugal Continental.

 

História da cidade:

A história e fundação de Abrantes remonta a meados do século XII, como resultado da necessidade de defender os territórios conquistados e dessa forma assegurar a vida activa em Santarém. Para isso, em 1173, D. Afonso Henriques doou o seu Castelo e o extensor termo à Ordem de S. Tiago da Espada e seis anos depois, em 1179, concede-lhe o foral. Associada à origem de Abrantes existe também uma lenda. No século XII, Abrantes é inequivocamente um território militar. A implantação da estrutura amuralhada e Castelo num local dificilmente expugnável e utilizando o Tejo como obstáculo natural. O Tejo teve um papel importante como via de comunicação surgindo na margem sul um porto fluvial. Da sua história há que ressalvar alguns momentos importantes. Em 1385, Abrantes foi o território que serviu de ponto de encontro entre as tropas de Nuno Álvares Pereira e de D. João I, antes destes partirem para a Batalha de Aljubarrota. A 13 de Junho de 1476, D. Lopo de Almeida, pai do 1º vice-rei da Índia, foi nomeado 1º. Conde de Abrantes, iniciando essa linhagem. Em 1518, o primeiro foral concedido a Abrantes é reformulado por D. Manuel I. Já em 1641, Abrantes foi intitulada “Notável Vila de Abrantes”, por ter sido, depois de Lisboa, a primeira vila a aclamar o Rei D. João IV. Mais tarde, em 1807, a vila é ocupada pelas tropas francesas do General Junot, a quem Napoleão Bonaparte concedeu o título de Duque de Abrantes. Foi desta época que surgiu a famosa frase “Tudo como dantes, Quartel-general em Abrantes!”, que terá sido usada como uma espécie de senha militar. Em 1916, Abrantes é elevada à categoria de cidade.


CA_G1

Património Natural e Edificado

O Castelo de Abrantes é o principal destaque da cidade como património histórico existente neste concelho. De estilo românico, encontra-se numa colina junto ao Rio Tejo e dentro das suas muralhas, existe um museu histórico. De referir, ainda, a existência na cidade do Monumento aos Mortos pela Pátria, o Museu Ibérico de Arqueologia e Arte e as várias Igrejas e conventos espalhados pelo concelho, com relevo para a Igreja de São Vicente. Como património natural, destaque para a Albufeira de Castelo de Bode que permite a realização de vários desportos aquáticos, a Praia Fluvial de Aldeia do Mato e o Parque Urbano de São Lourenço.

 

Gastronomia:

No concelho de Abrantes existem vários pratos típicos dignos de ser apreciados tais como a Sopa de couve com feijão, o Cabrito guisado ou assado no forno, o Entrecosto com migas carvoeiras ou com migas de couve com feijão vermelho e broa de milho, Arroz de Lampreia, Açorda de sável, Achigã grelhado, Fritada de Peixe do rio, Ensopado de Enguias ou enguias fritas, Bacalhau assado com migas, Javali estufado, Coelho bravo, Lebre; Pombo bravo estufado, Perdiz ou o Faisão estufado, Açorda de Ovas e Enguias fritas. Como Doçaria de origem conventual, há a destacar a Palha de Abrantes, as Tigeladas, as Broas de Mel ou dos Santos, a Lampreia de Ovos, as Limas, as Castanhas doces e os Mulatos.

 

Brasão AbrantesBrasão da Cidade:

O Brasão da Cidade de Abrantes é de fundo azul, uma estrela de 8 raios de prata em abismo, acompanhada de 4 flores-de-lis de ouro, postas em cruz, e de 4 corvos de sua cor, postos em aspa e volvidos em cortesia para a estrela. Coroa mural de 5 torres de prata. Listel branco, com a legenda, a negro, “Abrantes”.

Acordos de Geminação e Cooperação:

cidade de Abrantes conta com cinco acordos de cooperação e geminação com localidades estrangeiras, a saber:

  • Bobonaro, um dos 13 distritos administrativos de Timor-Leste que conta 82385 habitantes e faz fronteira com a Indonésia. (Desde Março de 2011)
  • Hitoyoshi, é uma cidade localizada na ilha de Kyusyu no Japão com uma população de 35 444 habitantes. (desde 24 de Setembro de 2009)
  • Mioveni, cidade romena de 35 078 habitantes na zona central de Arges em que se destaca a existência da Fábrica da Dácia (desde 14 de Junho de 2013)
  • Parthenay, localidade existente na região de Poitou-Charentes, em França, com cerca de 11 000 habitantes (desde 2 de Outubro de 2003)
  • Ribeira Brava, é uma localidade existente na Ilha de São Nicolau em Cabo Verde, com uma população de 13 600 habitantes. (desde 7 de Julho de 1998)

..

Portal de Abrantes
167 Visualizações 1 Total
167 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter