Feitoria Fenícia de Abul, Alcácer do Sal

Durante a ocupação fenícia, Alcácer do Sal, sempre foi um dos mais importantes centros dessa civilização no território ibérico, levando a construção de várias infra-estruturas de apoio. Uma delas foi a Feitoria Fenícia de Abul.

Esta, foi construída em plena Reserva Natural do Estuário do Sado há mais de 2500 anos, e mantendo-se escondida até ao ano de 1990, aquando da sua descoberta através de trabalhos arqueológicos na região.

Os vestígios encntrados mostram-nos que a sua construção foi possivelmente no século VII e VI a.C e que foi construida em duas fases. A primeira fase mostra-nos um muro de mais de um metro ocupando cerca de 500 metros quadrados. Entretanto, calcula-se ter sido durante a segunda fase de construção que foram erguidos novos muros mais amplos e altos, assim como armazéns de maior dimensão e um corredor de circulação rodeando um pátio onde se encontrava um pequeno santuário.

Nos trabalhos arqueológicos levados a cabo neste local foram ainda encontradas ruínas de três fornos romanos, que tinham como principal objectivo a construção de ânforas.

Relativamente ao espólio arqueológico encontrado o destaque vai também para as diversas peças de cerâmica pintada, que mais uma vez mostram a importância desta localidade no comércio fluvial e marítimo.

Outra das estruturas encontradas no local foi um templo que se acredita ter sido utilizado para a realização de sacrifícios humanos a recém-nascidos.

Esta feitoria fenícia é um belo exemplar dos modelos arquitectónicos utilizados na construção de palácios da região do Líbano e da Palestina, mostrando a sua funcionalidade tanto comercial como habitacional.  Feitoria Fenícia

Relativamente ao acesso à feitoria, o mesmo era feito através de uma torre rectangular localizada no lado ocidental e cuja entrada se abria a sul, com o objectivo de protecção de ventos.

Constituído por vários compartimentos esta feitoria foi construída com pedra e argila trazida da Arrábida, notando-se que o seu pavimento era de argila vermelha e os muros construídos em blocos de pedra que se ligavam por argila (função actual do cimento).

Através de alguns artefactos encontrados no local é ainda visível que esta feitoria servia ainda de campo produtivo quer agrícola quer animal (foram encontrados vários esqueletos de animais). Outras das actividades realizadas neste local foi a pesca e o marisqueio, apesar de em menor quantidade.

 

 

1243 Visualizações 2 Total
1243 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo