Basílica Real de Castro Verde

A Basílica Real de Castro Verde, localiza-se no centro da Vila alentejana de Castro Verde, e nota-se que é a partir da Basílica que todo o traçado Urbano se desenvolveu nesta localidade.

Basilica Real de Castro Verde

Basílica Real de Castro Verde

Este Templo Cristão é ainda conhecido como Igreja Matriz de Castro Verde e Igreja de Nossa Senhora da Conceição, sendo o edificio mais emblemático desta localidade, derivando o seu nome, de Basílica Real, da Batalha que ocorreu próximo a esta localidade (Batalha de Ourique) e que opôs o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, contra os Mouros no dia 25 de Julho de 1139.

A Basílica Real foi reconstruída entre o ano de 1727 e 1735, no reinado de Dom João V, assentando sobre o antigo templo que ali existitu e foi mandado erguer por Dom Sebastião em 1573, e apresenta um traçado simétrico com duas torres sineiras, compostas por pináculos e coruchéus, e um relógio de grandes dimensões datado de 1875. Destaque ainda para o conjunto de sinos e a casa de peso e de máquinas aqui existente.

Relativamente ao estilo arquitectónico presente neste edifício destaca-se o Estilo Chã, bastante característico desta região, sendo a sua fachada constituída por portal principal rectangular ladeado por pilastras jónicas rematadas com as armas da Ordem de Santiago

No seu interior, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, é composta por uma única nave rectangular coberta por azulejos setecentistas apresentando dois paineis distintos: de um lado um painel albarrado (representação de vasos de flores com figuras de ambos os lados), do outro lado um painel representativo da história da Batalha de Ourique.

O Interior da Basílica conta ainda com a capela-mor, com abóbada de berço barroca e rodeada de azulejos narrando a Vida de Cristo, e com dois anexos laterais.

Na Basílica Real de Castro Verde podemos ainda encontrar e visitar o Tesouro da Basílica, onde encontramos um núcleo de arte Sacra, integrado no Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, em que se destaca a Cabeça Relicário de São Fabião e a Custódia da própria Basílica.

Este edifício Cristão é classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1993.

1042 Visualizações 2 Total
1042 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter