Dharma

O conceito de Dharma é um dos pilares centrais da acção mundana hinduísta.

Contextualização de Dharma:

Em sânscrito Dharma significa manter ou apoiar. É um dos princípios fundamentais para a atingir a plenitude através da vida mundana. Juntamente com o Artha e Kama formam a tri-varga do hinduísmo. É uma parte fundamental no caminho para a ‘Verdade Superior’.

O Dharma também existe nas filosofias religiosas do budismo, do jainismo e do siquismo. Em todos estes casos o Dharma está associado com a boa conduta e respeito pelo próximo. Tornou-se um dos conceitos basilares de muitas religiões orientais.

Etimologicamente falando Dharma deriva da palavra ‘Dharmam’, que num significado mais lato representa a lei, o dever e o direito. Assim no hinduísmo, este conceito está estritamente associado com a aplicação das normativas, num caminho aprovado, correcto e justo. Funciona como uma espécie de bússola moral, que enquadra o comportamento e acções humanas.

No hinduísmo o Artha está associado com o sucesso material e o Kama com os prazeres mundanos. Dharma serve como directriz moral, para que o seguidor do hinduísmo não tenha comportamentos impróprios na aplicação do Artha e Kama, servindo como factor limitador de condutas como a luxuria, avareza ou ganancia.

Vários estudiosos de Teologia Mundial, consideram o Dharma o conceito primordial de execução de bem e mal, e de condutas impróprias na acção humana, bem como os paradigmas moralmente correctos. Segundo esta perspectiva os conceitos morais presentes nas grandes religiões do livro (judaísmo, cristianismo e islamismo) derivam do hinduísmo.

Uma das formas utilizadas para atingir um bom equilíbrio ‘dharmático’, ´é através da meditação e práticas relaxantes como o ioga. Como pedra central de diversas teologias filosóficas orientais, cada interpretação segue o seu próprio mecanismo de exercício.

97 Visualizações 2 Total
97 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo