Artha

O conceito de Artha é um dos pilares centrais da acção mundana hinduísta.

Contextualização de Artha:

O Artha é um dos três fundamentos basilares para o hinduísmo denominados de tri-varga, o kama e o dharma compõem os restantes dois espectros desta trilogia religiosa. Embora central na prática hindu, é uma meta da vida mundana não do plano superior.

Na língua sânscrita o Artha representa a prosperidade material, o desenvolvimento, motivo e a causa. Como foco do hinduísmo é um dos três objectivos/propósitos/metas de vida, regendo a prosperidade material e financeira dos seguidores desta religião.

Segundo a perspectiva hindu o Artha tem que ser enquadrado pela boa prática moral defendida pelo dharma. Embora o hinduísmo defenda um sucesso material e económico, também advoga a prática de bons costumes. Atingir um bom Artha não significa pura e simplesmente acumular grandes riquezas materiais, mas sim adquirindo-as num quadro de compaixão e respeito pelo outro. Essencialmente o Artha pretende satisfazer as necessidades de sobrevivência e existência mundana.

O an-artha é a antítese da aplicação dos bons costumes defendidos na prosperidade material do hinduísmo. Práticas como a ganância, actividades criminosa e de conduta imoral ou duvidosa, são completamente refutadas pelos hindus mesmo atingindo a tal prosperidade material.

O Artha representa o material e como tal não pressupõe a simples acumulação de riquezas ou bens, também defende a utilização de bens terrenos no enriquecimento e aperfeiçoamento espiritual do individuo. O trabalho como instrumento terreno é valorizado na prática hindu, mesmo não atingindo a prosperidade.

Um bom dharma pode ser potenciado por um bom Artha. As riquezas materiais possibilitam um papel interventivo na comunidade e auxílio financeiro aos mais necessitados.

111 Visualizações 1 Total
111 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo