Dragão (mitologia)

Dragão é um animal mitológico, presente nas mais diversas culturas e folclores ao redor de todo o planeta.

Dragão é um animal mítico e mitológico presente em diversas culturas de povos e civilizações em todo o planeta. A representação dessas criaturas normalmente os coloca como animais de grande porte, por vezes gigantes, reptilianos, alados, cuspidores de fogo e com poderes mágicos. Originalmente a palavra dragão significa “grande serpente” e vem do grego drakon.

Acredita-se que o dragão seja uma das primeiras criaturas mitológicas criadas pelo pensamento humano. Devido à comum forma reptiliana assumida por ele em todas as culturas em que aparece, é possível que fósseis de animais como crocodilos, dinossauros e serpentes tenham inspirado os primeiros humanos a acreditarem na existência de dragões.

As primeiras representações de animais considerados dragões datam de mais de trinta mil anos a.C. e são pinturas rupestres na Oceania. Inicialmente, o dragão era um animal reverenciado por aborígenes como um deus, responsável por criar o mundo e a humanidade. Há narrações, ainda, que promovem os dragões a responsáveis por tarefas necessárias ao funcionamento do mundo. O controle climático ou a sustentação do planeta são algumas delas.

A presença da figura do dragão nas mais variadas culturas garante que esse animal lendário assuma funções, simbologias e formas físicas diferentes de acordo com o folclore ao qual pertence. É comum, no entanto, que grande parte das aparições desses animais em narrativas mitológicas os coloque como inimigos de heróis ou deuses que os enfrentam em batalhas épicas.

Dragão e sua representação em variados folclores

Os folclores europeus (celta, escandinavo e germânico) são responsáveis pela promoção da imagem mais conhecida do dragão. Na Europa predominam mitos e narrativas que apresentam o dragão como uma criatura maligna e promotora do caos e da desgraça. Ele não é visto como uma divindade, mas como uma besta a ser combatida.

Lendas nórdicas costumam trazer muito a figura do dragão, como a história de Sigfried e o dragão Fafnir ou a besta marinha Jormungand. Na mitologia grega também vemos essa criatura nos 12 trabalhos de Héracles ou nas lendas de Perseu.

No Oriente, as narrativas sobre dragões apresentam criaturas de maneira um pouco diversa à apresentada pelo Ocidente. No Oriente Médio, principalmente na cultura persa, o dragão é um animal responsável por aterrorizar vilarejos, roubar animais de pecuária e por guardar tesouros roubados dos homens.

dragão

Na Mesopotâmia, os dragões eram dotados de consciência, algo que não é comum nos mitos ocidentais referentes a eles. Há lendas em que os dragões cometem crimes ou atos ilícitos e são punidos pelos deuses. A mais famosa delas apresenta Tiamat, que criou um exército de dragões para lutar contra os deuses. Ele perde a batalha e de seu sangue é criado o céu e a terra.

Na China, os dragões são vistos em sua maioria como criaturas benevolentes. Eles seriam responsáveis pelas mudanças climáticas, sendo muito comum haver dragões relacionados à água, à agricultura, às tempestades e às florestas. Na mitologia chinesa, o dragão é um animal que está intimamente ligado à natureza.

Já no Japão, um país com alto índice de terremotos e tsunamis, havia uma necessidade de explicar a origem desses fenômenos. Dessa forma, havia dragões responsáveis por cada um desses fenômenos. Além desses, existiam aqueles de ordem maior, representantes do bem e do mal, que lutavam entre si, que controlavam o mundo e o universo.

Há, ainda, dragões representados na Bíblia. O livro mais importante para os cristãos representa o dragão de maneira muito semelhante à vista no mundo ocidental antigo e no Oriente Médio. Esse animal para a cultura cristã é sempre sinônimo de caos, do mal, do inimigo de Deus. As narrativas mais famosas dessa cultura apresentam o Leviatã, uma serpente cuspidora de fumaça, e o dragão derrotado por São Jorge.

dragão

Dragão na cultura moderna

Na cultura moderna, o dragão continua sendo bastante utilizado em narrativas ficcionais. Ele aparece em diversos romances de fantasia do século XX e XXI. Escritores como Tolkien, C.S. Lewis, G. R. R. Martin e J.K. Rowling apropriaram-se dessa criatura mitológica em algumas de suas narrativas. Os dragões são muito populares ainda em narrativas infantis, como na criada por Cressida Cowell, da série Como treinar seu dragão.

Esses animais fantásticos também são muito utilizados em videojogos e em RPGs. Cotidianamente, muito se utiliza o dragão como representação de poder, de inteligência e de liberdade. É comum, portanto, ver esse animal como símbolo em bandeiras de países ou equipes desportivas, como no futebol ou em artes marciais.

326 Visualizações 1 Total

References:

https://www.livescience.com/25559-dragons.html

https://www.amnh.org/exhibitions/mythic-creatures/dragons-creatures-of-power/natural-history-of-dragons/

http://www.digitaljournal.com/article/351891

326 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo