Alauitas

Os Alauitas são um grupo étnico-religioso originalmente da Península Arábica no Médio Oriente. Pela tipologia da sua crença foram historicamente perseguidos pelos sunitas.

Especula-se que os Alauitas tenham surgido no decorrer do século IX, aproximadamente duzentos anos após a vida do profeta Maomé, na Península Arábica, seguem os ensinamentos de Muhammad ibn Nusayr an-Namiri. Inicialmente e devido a uma certa tolerância religiosa no seio do mundo islâmico foram aceites e puderam expandir a sua doutrina. Migraram para o que actualmente é a Síria no decorrer do século XII.

Esta migração acabaria por ter um grande impacto no desenrolar da história deste grupo. Acabariam perseguidos aquando da ascensão ao poder dos governantes mamelucos no Egipto em meados do século XIII. O novo posicionalmento geográfico que assumiram colocou-os igualmente na mira dos cristãos aquando das cruzadas. Com a ascensão do Império Otomano e radicalização religiosa dos sultões que o governaram no decorrer dos séculos acabaram também perseguidos por esta entidade política sunita.

De forma a protegerem-se do radicalismo sunita, aproximaram-se de outra corrente islâmica, os Xiitas. Utilizaram a Táquia como forma de dissimular as suas verdadeiras crenças, a Táquia é um conceito muçulmano que permite aos praticantes esconder a sua verdadeira crença quando correm perigo de vida e de perseguição. Estas perseguições adquiriam a forma de conversões forçadas ao sunismo, impostas através da violência e da fixação de taxas fiscais mais pesadas para esta comunidade.

Actualmente este grupo encontra-se maioritariamente na Síria, onde compõem aproximadamente 15% da população, também é possível encontrar uma grande comunidade Alauita na Turquia e aquando da ocupação Síria do Líbano largos milhares de Alauitas fixaram-se neste país.

Com o fim da Primeira Guerra Mundial e divisão do Império Otomano pelas potências ocidentais, a Síria ficou administrativamente ligada à França. Os franceses de forma a controlar as aspirações independentistas sunitas fomentaram o mesmo tipo de ideologia nos Alauitas. Este facto, aliado com o apoio dado pelas restantes minorias do país como cristãos e drusos, permitiu a subida ao poder dos Alauitas na Síria no decorrer da década de 70. As minorias passaram a ocupar os principais cargos de governação, justiça e exército no país provocando o descontentamento da maioria sunita que revoltou-se em 2011 no âmbito da Primavera Árabe. Deste esse ano a situação na Síria agravou-se e tornou-se uma verdadeira guerra no seio do Islão. Entre sunitas moderados e radicais como o Estado Islâmico, e Alauitas apoiados pelos seus aliados históricos Xiitas.

240 Visualizações 1 Total
240 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo