Abiatar

Abiatar significa Pai de Excelência ou Pai de Mais do que o Suficiente (ou Superabundância), e refere-se a um Abiatar
personagem bíblico que foi sumo-sacerdote durante o…

Abiatar significa Pai de Excelência ou Pai de Mais do que o Suficiente (ou Superabundância), e refere-se a um

Abiatar

personagem bíblico que foi sumo-sacerdote durante o Reinado de David. Era filho do também sumo sacerdote Aimeleque, da tribo de Levi e era descendente de Eli. Viveu durante os reinados de Saul, David e Salomão, no entanto apenas foi sumo-sacerdote no período em que David governou. Tinha dois filhos que chamavam-se Jonatã e Aimeleque.

Ele era habitante da cidade dos sacerdotes, Nobe, cidade a uma pequena distância de Jerusalém. Quando o Rei Saúl, ordenou que Doegue, o edomita, matasse o pai de Abiatar, sumo sacerdote na época, bem como outros 85 sacerdotes, ele fugiu. Esta ação tresloucada de Saul ocorre porque pouco tempo após David, ter passado pela cidade enquanto fugia de Saul, e ter recebido do pai de Abiatar a espada de Golias. Abiatar conseguiu escapar e encontrou-se com David provavelmente em Queila, região ao sudoeste de Judá. David, sentiu certa medida de responsabilidade pessoal pela tragédia, portanto informou Abiatar que dar-lhe-ia comida, guarida e proteção, ao passo que Abiatar funcionava como sacerdote para ele. Então Abiatar passou a acompanhar David, durante o período em que ele fugia de Saul, e era o sacerdote para todo exército de David. Em 1 Samuel 23:6, é explicado que Abiatar tinha trazido um éfode, que segundo os versículos seguintes era o éfode do seu pai, que continha o Urim e o Tumim.

Aparentemente, após David ter ascendido ao trono do país, Abiatar foi constituído sumo sacerdote. Alguns peritos, sugerem que após a morte do sumo sacerdote ás mãos de Saul, este emposso Zadoque como sumo sacerdote para substituir Aimeleque, não reconhecendo Abiatar como o legítimo herdeiro. Então é possível que Abiatar tenha sido associado a Zadoque e que ambos funcionassem como sumo sacerdote. Este conceito deriva do facto de Zadoque ser mencionado junto com Abiatar com regularidade, como se partilhassem esta posição. Mas, o registo bíblico, não menciona em parte nenhuma qualquer designação de Zadoque como sumo sacerdote do Rei Saul. É possível que o destaque dado a Zadoque ocorra por causa das suas capacidades como profeta, e excelentes qualidades pessoais. Esta possibilidade contém suporte pelo facto de anteriormente Samuel, ter grande destaque, mas não ser o sumo sacerdote. Portanto, a evidência mostra que havia apenas um Sumo Sacerdote durante o governo de David e este era Abiatar, apesar de Zadoque ser também um homem capaz e com grandes capacidades, ocupava uma posição secundária à de Abiatar. Algumas dúvidas têm surgido, na explicação de 2 Samuel 8:17, mas a evidência favorece a explicação dada acima.

Abiatar participou junto com os outros sacerdotes do privilégio de levar a arca de Jeová desde a casa de Obede-Edom, até Jerusalém. Além de ser sumo sacerdote ele estava incluído no grupo de conselheiros de David. Perto do fim do reinado de David, houve uma revolta da parte de Absalão. Abiatar, voltou a apoiar o rei quando as circunstâncias obrigaram David a fugir de Jerusalém. Como parte do plano para frustrar o conselho traiçoeiro de Aitofel, antigo conselheiro de David, Abiatar foi enviado de volta a Jerusalém, junto com Zadoque, para servirem como oficiais de ligação, mantendo David informado sobre os planos do seu rebelde filho. Após a morte de Absalão, Abiatar e Zadoque foram intermediários para providenciar o retorno do Rei à capital.

Apesar deste apoio durante cerca de quatro décadas, no fim da sua vida, ele ligou-se a Adonias, numa conspiração. Abiatar e Joabe, tentaram coroar Adonias como Rei. Jonatã, filho de Abiatar, mostrou que Salomão tinha sido designado pelo Rei. Salomão não tomou medidas imediatas contra os conspiradores, mas quando foi provado que a mesma ainda estava latente, ele executou Adonias e Joabe mas não o fez com Abiatar. Em vista dos serviços prestados em sua vida, foi-lhe permitido retornar à sua terra (Anatote), onde continuou a servir como sacerdote, mas já não como sumo-sacerdote.

Mais tarde, em Marcos 2:26, é referido como personagem histórica por Jesus Cristo.

513 Visualizações 1 Total
513 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo