Abadón

Abadón refere-se a um personagem bíblico que aparece no livro bíblico de Apocalipse.

É um nome hebraico, transliterado no texto, que significa destruição. Aparece apenas uma vez em toda a Bíblia. O seu nome em grego é Apolion e é conhecido como o anjo do abismo.

Nas escrituras aparece durante a descrição de um exército de gafanhotos.

(Revelação (Apocalipse) 9:1-11) . . .E o quinto anjo tocou a sua trombeta. E eu vi uma estrela que caíra do céu à terra, e foi-lhe dada a chave da cova do abismo. E ele abriu a cova do abismo, e ascendeu fumaça da cova, como a fumaça duma grande fornalha, e o sol ficou obscurecido, também o ar, pela fumaça da cova. E do meio da fumaça saíram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dada autoridade, a mesma autoridade que os escorpiões da terra têm. E foi-lhes dito que não fizessem dano a nenhuma vegetação da terra, nem a qualquer coisa verde, nem a qualquer árvore, mas apenas àqueles homens que não têm o selo de Deus nas suas testas. E foi concedido aos [gafanhotos], não que os matassem, mas que estes fossem atormentados por cinco meses, e o tormento deles era como o tormento [causado] por um escorpião quando ataca um homem. E, naqueles dias, os homens procurarão a morte, mas de modo algum a acharão, e desejarão morrer, mas a morte estará fugindo deles. E as semelhanças dos gafanhotos pareciam cavalos preparados para a batalha; e nas suas cabeças [havia] o que pareciam ser coroas como de ouro, e seus rostos [eram] como rostos de homens, mas, tinham cabelo como o cabelo das mulheres. E os seus dentes eram como os de leões; e tinham couraças como couraças de ferro. E o som das suas asas [era] como o som de carros de muitos cavalos correndo à batalha. Também, têm caudas e aguilhões como os escorpiões; e a sua autoridade para fazer dano aos homens, por cinco meses, está nas suas caudas.  Têm sobre si um rei, o anjo do abismo. Seu nome, em hebraico, é Abadon, mas em grego ele tem o nome de Apolion.

No hebraico, esta palavra pode significar “lugar de destruição”. A palavra Abadon aparece 5 vezes no texto hebraico original, e em quatro destas ocorrências relaciona-se com a morte. (Salmos 88:11, Jó 26:6, Jó 28:22, Provérbios 15:11).

No entanto, no livro de Revelação a palavra não se refere a um proceder mas sim a um personagem. O anjo Abadón apresenta-se como o nome do anjo do abismo. Além disso ele também é um Rei. Durante o século XIX foram feitos esforços para conciliar esse texto como uma profecia que se referia a diversos personagens tais como o Imperador Vespassiano, Maomé e até mesmo Napoleão Bonaparte, e o anjo era via de regra encarado como um agente satânico.

No entanto, posteriormente em Apocalipse 20:1-3, é retratado um anjo com “a chave do abismo”, que era um agente de Deus, visto que ele amarra Satanás e o lança num abismo. Portanto, em vista disto The Interperter´s Bible (A Bíblia do Intérprete) diz: “Abadón, porém, não é um anjo de Satanás, mas de Deus, e realiza a sua obra de destruição às ordens de Deus”. Isso está de acordo com o resto da Bíblia, pois algumas passagens como Tiago 4:12 explicam que Deus é legislador e juiz, e tem a capacidade de salvar e destruir.

Apocalipse 19:11-16 apresenta outro personagem com um exército e como um rei. Esse personagem, comumente identificado como sendo Jesus Cristo na sua posição de Rei, “pisa o lagar de vinho e da ira do furor de Deus, o Todo-Poderoso”.

Além disso, em Marcos 1:24 numa conversa entre Jesus e os demónios sob a égide de Satanás, eles dizem: “Que temos nós contigo, Jesus, nazareno? Vieste destruir-nos? Eu sei exatamente quem és, o Santo de Deus.”

Portanto, existe a possibilidade do Rei do Abismo representar alguém sob a autoridade de Deus, possivelmente Jesus.

811 Visualizações 2 Total
811 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo