Relação de causalidade entre os mercados bolsistas asiáticos e europeus

Relação de causalidade entre os mercados bolsistas asiáticos e europeus

Autor: Diogo Alexandre Simões Fontinha
Orientador: Luís Filipe Farias de Sousa Martins

Mestrado em Economia Monetária e Financeira

ISCTE-IUL

(Localização: Repositório Aberto do ISCTE-IUL)

Resumo

Nesta dissertação procuro perceber se retornos dos mercados de ações do Japão, China e Hong Kong provocam infuência nos retornos dos correspondentes mercados da Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália e Portugal. É ainda tido em consideração o índice americano S&P 500 nos modelos de forma a isolar o seu efeito relativamente aos outros. Para isso são estimados modelos da familia GARCH com retornos diários para o período de 13 de Março de 2003 a 28 de Dezembro de 2012. Posteriormente, a mesma análise é feita para subperíodos desta amostra associados ao período de crise inicado em 2007. Concluo que os únicos índices asiáticos que tiveram uma influência significativa nos europeus são o HSI e o NIKKEI 225. O índice HSI foi o que teve um impacto imediato e de longo prazo maior e num maior número de índices europeus. Já os índices que demonstraram ter sido mais influenciados foram o PSI 20 no longo prazo e o CAC 40 no imediato. É considerável o aumento que a influência dos índices asiáticos e o do S&P 500, no seu conjunto, tiveram nos retornos dos índices europeus do período que antecede a crise para o período de crise. Há uma tendência para os índices da Europa começarem a responder aos impulsos provenientes da Ásia no próprio dia e para esse efeito de causalidade se prolongar no tempo. Sempre que há esse impacto contemporâneo, é nesse momento que os mercados europeus reagem mais fortemente.

Índice

I. Introdução
II. Descrição do Contexto
III. Enquadramento teórico
IV. Revisão de Literatura
V. Dados e Metodologia
VI. Resultados e Discussão
Validação dos modelos
Resultados de todo o período
Resultados do período anterior à crise
Resultados do período de crise
Resultados do período posterior à crise
Variação dos resultados entre períodos
Sumário dos resultados
VII. Conclusão
Referencias Bibliográficas
Anexos

Trabalho Completo

 

336 Visualizações 2 Total
336 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.