Biquíni

O biquíni ou bikini, é a peça mais icónica do guarda-roupa feminino, especialmente desenhado para ser usado na praia ou piscina, como, roupa de banho. Consiste num conjunto de duas peças de vestir de tamanho consideravelmente reduzido. A peça de superior serve para tapar a parte superior do peito e a segunda peça inferior, que serve para tapar a parte inferior do tronco.

A história do bikini pode ser rastreada até a antiguidade clássica,foram encontradas ilustrações e frescos dessa época, onde aparecem mulheres romanas vestindo com um género de roupa muito semelhante ao biquíni dos nossos dias, durante eventos desportivos.

Mas o primeiro bikini oficial, foi criado em 1946, por um engenheiro de automóveis chamado Louis Réard, que ao herdar a fábrica de família dedicada à confecção de lingerie, resolve dedicar-se à moda e lançar uma linha de roupa especial para a época balnear.

Consta que Réard se terá inspirado nas banhistas feministas de St. Tropez, que se enrolavam em duas partes, os seus incómodos fatos-de-banho, para conseguir bronzear a barriga.

A primeira peça criada por Louis Réard surgiu logo após os bombardeios no Atol de Bikini, no Oceano Pacífico, onde os Estados Unidos tinham acabado de começar os testes com a bomba de hidrogénio. Louis Réard escolheu o nome Bikini para a sua criação, porque calculou que aqueles quatro triângulos feitos de apenas 194 centímetros quadrados de tecido iriam ser uma como uma “bomba” nas praias e nos costumes da sociedade um pouco por todo o mundo.

O lançamento do primeiro biquíni oficial foi em 26 de Junho de 1946, todo em algodão, num tecido com um padrão que imitava uma página de jornal. Embora houve-se uma grande animação e motivação em torno do lançamento do biquíni, este não teve a saída que se esperava. Considerado demasiado ousado para a época, de tal maneira que nenhuma modelo o quis patrocinar a excepção de uma dançarina/stripper francesa chamada Micheline Bernardini.

Biquíni (Photo by Keystone/Getty Images)

Micheline Bernardini com o primeiro Biquíni moderno

Bernardini foi a única mulher que aceitou desfilar e posar para as máquinas dos fotógrafos, com apenas 19 anos, a dançarina que se apresentava no Casino de Paris, que vestiu o primeiro biquíni da história a 5 de Julho de 1946, para a eleição da mais bela na piscina Molitor, local muito frequentado da capital francesa nos anos 30.

As imagens correram mundo, indignando a sociedade de então, e o biquíni teve direito a condenação pública da Igreja, proibindo-se a comercialização da escandalosa peça em vários países da Europa, nomeadamente em Portugal.

A criação do estilista era tão controversa porque, pela primeira vez na história, uma roupa exibia o umbigo da pessoa.

O biquíni: uma bomba anatómica” foi o slogan criado para os dois pedaços de tecido, uma faixa para a parte de cima e dois triângulos invertidos para a parte de baixo, vendidos num pacote do tamanho de uma grande caixa de fósforos. Mas o escândalo que provocava a quase nudez feminina fez com que as vendas dos primeiros biquínis fossem fracas.

Na década de 50 as grandes divulgadoras do biquíni foram as actrizes de cinema americano e as pin-ups. As duas peças só começaram a ganhar popularidade quando actrizes como Brigitte Bardot, Julie Newmar, Marilyn Monroe ou Jayne Mansfield se renderam ao biquíni e começaram a posar de umbigo à mostra.

Mas a bomba só estalou realmente em 1953, quando Brigitte Bardot irrompeu nas areias douradas num minúsculo biquíni branco de flores estampadas em frente ao famoso Hotel Carlton, onde decorria o festival de Cinema de Cannes. O impacto de Bardot foi de tal ordem que, três anos depois, ela protagonizou “E Deus Criou a Mulher” de Roger Vadim, transformando o biquíni numa peça de moda extraordinariamente icónica.

Alguns anos depois, em 1962, quando Ursula Andress saiu da água envergando um biquíni branco no filme da saga 007, Dr. No, a fama do biquíni volta a explodir para nunca mais abandonar os corpos femininos, apesar dos fenómenos de moda pontuais.

Hoje em dia o biquíni, tornou-se numa peça de vestuário comum e essencial sempre que se vai à praia. No entanto, não deixa, de ser uma peça com História e marca a História e Evolução da Moda e que acompanha de forma global as tendências da moda.

104 Visualizações 3 Total

References:

ALAC, Patrik. Bikini Story. Parkstone International, 2012

BENSIMON, Kelly Killoren. The Bikini Book. Thames & Hudson, 2006

NEWMAN, Alex & SHARIFF, Zakee. Fashion A to Z: An Illustrated Dictionary. Laurence King Publishing, 2009

OLIVER, Valerie Burnham. Fashion and Costume in American Popular Culture: A Reference Guide, Volume 45 – American popular culture, ISSN 0193-6859.Greenwood Publishing Group, 1996

STERLACCI, Francesca & ARBUCKLE, Joanne. Historical Dictionary of the Fashion Industry. Scarecrow Press, 2007

104 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo