Hititas

Os Hititas foram uma das primeiras grande civilizações, rivalizando com o Império Egípcio no segundo milénio antes da nossa Era.

Os Hititas são assim conhecidos pois denominavam-se a eles próprios hatti, infelizmente não chegou até nós uma informação detalhada sobre este povo, boa parte da sua História perdeu-se ao longo dos séculos. Certo é que chegaram à região que conhecemos actualmente como Anatólia vindos do Cáucaso em 2000 a. C., a sua origem levanta muita discussão, mas a corrente historiográfica geralmente mais aceite é que provavelmente eram originários da actual Ucrânia, região onde existia uma tribo no terceiro e quarto milénios antes de Cristo, de falantes de uma língua não pertencente ao grupo indo-europeu, como a língua hitita.

Assim como os egípcios, a escrita dos Hititas utilizava hieróglifos. São descritos pelas fontes da época como um povo de baixa estatura mas fortes fisicamente, com cabelos e barbas compridas. O cavalo assumia um papel fundamental na cultura Hitita, dependiam do cavalo para fazer mover os seus carros de guerra, que distinguiam-se dos restantes carros de guerra da época, por comportar três ocupantes em vez dos dois das outras potências regionais da época – Egipto e Babilónia. Em termos legislativos tinham uma postura menos punitiva comparativamente às restantes potências locais, a pena de morte era atribuída em caso de violação ou de não cumprimento dos decretos régios.

Graças a este carro de guerra expandiram os seus domínios para lá da Anatólia, conquistando territórios no que é actualmente Líbano e Síria, e formando um Império que rivalizava com o Egipto e Babilónia. É possível encontrar diversas passagens no Antigo Testamento relativamente a este povo.

Hititas no máxino da sua expansão

Hititas no máxino da sua expansão

A Batalha de Kadesh foi um dos momentos áureos da história dos Hititas, as forças do rei hitita Muwatallis enfrentaram e impediram, o avanço do exército do faraó Ramsés II. Após esta batalha os Hititas anexaram territórios a Sul do seu território, anteriormente pertencentes ao Egipto e estancaram o avanço de Ramsés. Os dois impérios viriam mais tarde a reconhecer que nenhuma parte conseguia superiorizar-se à outra, e celebraram um acordo de paz, o primeiro tratado desta natureza conhecido pela historiografia- Tratado de Kadesh. Pela sua importância diplomática encontra-se exposto na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, uma réplica do acordo.

Após este acordo em 1259 a. C. os Hititas entram num processo de rápido declino provocado por uma guerra civil. Incendeiam a Capital do Império Hatusa, e parte da civilização migra para uma região ainda hoje desconhecida pela historiografia.

Em 1180 a. C. o reminiscente da outrora poderosa civilização hitita caí perante o avanço dos reinos vizinhos e dos Povos do Mar. Durante o segundo milénio antes do nascimento de Cristo foi umas mais influentes potências do Médio Oriente, conseguindo resistir ao todo-poderoso faraó Ramsés II, estabelecendo um acordo diplomático e de amizade com o antigo inimigo. Deixou uma marca cultural e arqueológica naquilo que corresponde actualmente á Turquia.

207 Visualizações 3 Total

References:

TAVARES, António Augusto; As Civilizações Pré-Clássicas, Editorial Estampa, 1995.

DICKINSON, Oliver; El Egeo. De la Edad del Bronce a la Edad del Hierro, Bellaterra Arqueología, 2010

207 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter