Heródoto

Heródoto é considerado o Pai da História. A sua obra descreveu com rigor científico os conflitos entre persas e gregos.

Biografia de Heródoto:

Heródoto nasceu provavelmente em 485 a.C. na antiga cidade grega de Halicarnasso, actualmente Bodrum na Turquia. Destacou-se na Geografia e em especial na História, ciência humanística da qual é considerado o Pai. Anteriormente já existiam historiadores, mas não enquadravam a descrição histórica num modelo científico e filosófico de interpretação do passado e acção humana.

Busto de Heródoto

Busto de Heródoto

Descreveu as grandes guerras entre os gregos e o Império Aqueménida na obra As Histórias de Heródoto. Tornou-se uma obra de referência, inaugurando um novo estilo literário.

O consenso reunido em torno do trabalho de Heródoto, nem sempre existiu, ao longo dos séculos diversas correntes historiográficas contestaram a metodologia e veracidade dos seus relatos. Foram levantadas dúvidas sobre as fontes utilizadas, a extensão e veracidade das mesmas, os locais que Heródoto teria visitado e os relatos descritos.

As viagens foram outra característica de Heródoto, potenciando não só a sua veia historiográfica, mas igualmente a geográfica. Visitou regiões como a Sicília, Egipto, Babilónia, Líbia, Pérsia, Atenas, Esparta e outras localidades do mundo antigo. A multiplicidade de sítios visitados por Heródoto é um dos pontos focados pelos críticos, colocando em causa a facilidade de deslocação do ‘Pai da História’. Este carácter itinerante tornou-o igualmente fulcral para ciências como a etnografia e antropologia.

As Histórias de Heródoto foram divididas em nove livros:

  • Clio: onde são descritas as causas do conflito entre gregos e bárbaros;
  • Euterpe: relata a História e Geografia do Egipto;
  • Tália: fala sobre o motivo que levou os persas a atacar o Egipto;
  • Melpômene; descreve a região da Cítia;
  • Terpsicore: descreve o avanço persa sobre a Grécia;
  • Erato: traça um quadro político e histórico de Atenas e Esperta, bem como as relações entre ambas;
  • Polímnia: fala sobre a invasão persa da Grécia;
  • Urânia: descreve a destruição de Atenas e Batalha de Salamina.
  • Caliope: descreve a Batalha de Plateias e derrota persa.

Heródoto teve que abandonar a sua cidade natal, após participar num golpe de estado fracassado. Este exilio poderá ter favorecido e potenciado as suas viagens aos grandes marcos civilizacionais de então.

De forma a financiar as suas viagens, tornou-se um contador de histórias baseadas nos registos e informações que recolheu. Elaborava igualmente roteiros, artísticos, culturais, atléticos e religiosas como forma de sobrevivência.

A sua obra Histórias poderá ter ser sido influenciada pelo conflito entre Atenas e Esparta, iniciado durante a sua vida. Heródoto procurou encontrar uma relação de causa-efeito para esta guerra, partindo da descrição histórica do Império Aqueménida, civilização grega e conflitos entre estas duas potências.

A sua obra centrou-se no conflito entre gregos e persas, na sua história, nos relatos e registos, no comportamento humano e no espaço geopolítico. Morreu em 420 deixando um legado, que levou á consolidação da História enquanto ciência.

154 Visualizações 1 Total

References:

BLOCH, Marc; Introdução à História, Ed. Europa-América, 1976

FURET, François ; A Oficina da História, Gradiva, 1987

154 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter