Acrópole de Atenas

Acrópole de Atenas

A Acrópole de Atenas, a mais famosa de todas as acrópoles gregas,  corresponde à cidadela da antiga Atenas, localizada no centro da cidade, num planalto rochoso com cerca de 270 metros de comprimento por 150 de largura e com 100 metros de altura.

Ocupada desde o início do II milénio a.C. e consagrada à deusa Atena desde o período micénico, a cidadela, onde Pisístrato mantinha o seu palácio, foi invadida e saqueada em 480 a.C. pelos Persas, deixando então o seu papel de fortaleza para passar a estar reservada aos cultos cívicos e religiosos. Foi a partir desta altura, e sob o governo de Péricles, que foram construídos, os seus principais templos, entre os quais o Pártenon (templo dedicado à deusa Atena Partenos) e o Erecteión (templo dedicado aos deuses do campo Atena, Hefeso e Erecteu). Além destes, a Acrópole contem ainda outros importantes monumentos, nomeadamente o Propileus (espécie de portal monumental de acesso à parte sagrada da Acrópole), o Templo de Atena Nikê (dedicado a Atena Nikê, a deusa alada da vitória), o Santuário de Ártemis Braurónia, a Calcoteca e a Estátua de Atena Promachos. No sopé da Acrópole encontram-se, entre outros, o Teatro Dionísio, o Santuário Asclépio e o Odéon de Herodes Ático.

Classificada como Património Mundial pela UNESCO desde 1987, a maioria das estruturas da Acrópole, com mais de 2000 anos de idade, estão actualmente em ruínas, estando a ser desenvolvidos esforços no sentido de restaurar e preservar esta maravilha universal.

1412 Visualizações 4 Total
1412 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo