Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Abimeleque

Apresentação do nome Abimeleque, uma designação dada a diversos personagens bíblicos e que poderá significar um título tal como Faraó ou César.

Abimeleque refere-se a um nome usado com frequência na Bíblia, e em relação a personagens de correntes históricas diferentes, portanto, a suposição é que não se refira tanto a um nome pessoal, apesar dessa hipótese ser possível, mas que se refira antes a um título tal como Faraó ou César. Se isso for verdade, Abimeleque representa um título de um governante filisteu, uma região da Cananéia. Aparece com alguma frequência na Bíblia Sagrada e significa Meu Pai é Rei. Há pelo menos 5 personagens diferentes apresentadas pelo nome Abimeleque e todas elas tinham um cargo de autoridade de região da Filistéia.

1 – Rei da Cidade de Gerar onde Abraão e Sara residiram por um tempo durante o ano de 1919 A.C.. Abraão apresentou-se como irmão de Sara, e não como seu marido, motivo pelo qual o Rei de Gerar decidiu tomar Sara como sua esposa. Antes de poder ter relações com ela foi advertido pelo Deus de Abraão num sonho de que não devia tocar em Sara. Nisto Abimeleque falou com Abraão, e devolveu Sara como sua esposa. Nesta conversa, Abimeleque disse que se soubesse não o teria feito. Além disso, Abimeleque ofereceu uma compensação pelo transtorno em escravos e gado, além de mil siclos de prata como garantia da castidade de Sara. Algum tempo após isto, este Abimeleque celebrou um pacto de paz e de confiança mútua com Abraão. (Este relato encontra-se no Livro Bíblico de Génesis 20:1-18, e também no capítulo 21:22-34).

2- O segundo Abimeleque que aparece nas Escrituras está relacionado com o filho de Abraão, Isaque. Também se refere a um Rei de Gerar. Isaque viaja para a região por causa de uma fome na Palestina. Isto ocorre pouco tempo após a morte de Abraão em 1843 AC. Isaque, usou a mesma estratégia do que Abraão, na qual fez Rebeca passar não por sua esposa, mas sim por sua irmã. Neste caso, porém, em vez de uma intervenção divina, o que aconteceu foi que o rei por acaso viu pela janela o comportamento de Isaque e Rebeca, e percebeu que eles eram um casal e não dois irmãos. Ao saber isto Abimeleque emitiu um decreto público que concedia proteção a Isaque e a Rebeca. Contudo, com o passar do tempo a prosperidade dada por Deus a Isaque resultou em Inveja da Parte do povo para com Isaque, então o rei pediu a Isaque para que saísse da região. Algum tempo após este pedido o Rei de Gerar assinou um pacto de paz com Isaque semelhante ao que Abraão tinha assinado algum tempo atrás. (Génesis 26:1-31).

3 – No cabeçalho do Salmo 34, o Rei Aquis também é chamado de Abimeleque. A situação é descrita em 1 Samuel 21:10-15 e o Rei é chamado por outro nome.

4 – Este Abimeleque refere-se a um dos setenta filhos de Gideão, nascido da sua concubina em Siquém. Após a morte de Gideão, ele com presunção procurou fazer-se rei. Para conseguir tal façanha ele elaborou e colocou em prática um plano. Primeiro ele apelou para os proprietários da terra de Siquém, por meio da sua influente família da parte da mãe. Ao obter o seu apoio financeiro, contratou alguns vagabundos e fascínoras e dirigiu-se à casa do seu pai em Ofra lugar onde massacrou os seus meio-irmãos sobre uma só pedra. De todos os seus irmãos, apenas o mais jovem escapou a esta matança. O nome deste que escapou era Jotão. Abimeleque foi então proclamado rei, mas desenvolveu-se um espírito de revolta entre os conterrâneos de Abimeleque. Os homens de Siquém decidiram então vingar a culpa de sangue de todos os ligados a esta revolta. A revolta foi organizada por Gaal. Abimeleque no entanto, rapidamente a esmagou, capturou e destruiu a cidade e a polvilhou com sal. Depois disto ele atacou a cripta da casa ou santuário de El-Berite, e incendiou-a, e, na conflagração, cerca de mil de seus anteriores colaboradores, os proprietários de terras, da torre de Siquém, que se haviam refugiado ali, morreram queimados. Imediatamente, Abimeleque deu seqüência a este êxito por atacar Tebes, ao Norte, apenas para uma mulher, da torre da cidade, lhe lançar uma mó superior na cabeça. O “reinado” de três anos de Abimeleque chegou ao fim quando seu escudeiro, satisfazendo seu último pedido, o traspassou com a espada, de modo que não se pudesse dizer que fora uma mulher que o matara. Posteriormente Joabe usou este relato para explicar porque a mensagem devia de ser dada a David em termos específicos. A descrição da vida de Abimeleque existe em Juízes 8:30, 31; 9:1-57 e a referência de Joabe a Abimeleque e a sua morte ocorre em 2 Samuel 11:21.

5 – O texto massorético, que a versão Almeida segue, reza “Abimeleque” em 1 Crônicas 18:16. A Septuaginta grega, a Vulgata latina, a Pesito siríaca e 12 manuscritos hebraicos rezam “Aimeleque”, que concorda com 2 Samuel 8:17.

1127 Visualizações 1 Total
1127 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter