Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Carlos Queiroz

Carlos Queiroz é o actual seleccionador do Irão e ex-seleccionador de Portugal, tendo ganho dois Mundiais de sub-20, em 89 e 91, com a Geração de Ouro.

Carlos Queiroz é o actual seleccionador do Irão e ex-seleccionador de Portugal, tendo ganho dois Mundiais de sub-20, em 89 e 91, com a Geração de Ouro.

Carlos Manuel Brito Leal Queiroz

(1953)

Queiroz comandou a Selecção sub-20 a um título inédito em RiadeQueiroz comandou a Selecção sub-20 a um título inédito em Riade
.

Dados Biográficos

Nome completo: Carlos Manuel Brito Leal Queiroz
Data de Nascimento: 1 de Março de 1953
Local de Nascimento: Nampula, Moçambique
Nacionalidade: Portuguesa
Ocupação: Treinador
.

 Carreira

Clubes/Selecções onde passou como Treinador:  SL Olivais, Belenenses,  Estoril, Portugal, Sporting, New York MetroStars, Nagoya, Emirados Árabes Unidos, África do Sul, Real MadridManchester United e Irão.
Feitos Alcançados: 2 títulos de Campeão Mundial Sub-20, 1 título de Campeão Europeu Sub-16, 1 Supertaça Cândido de Oliveira, 1 Taça de Portugal e 1 Supertaça Espanhola.
.
.
1953 1989 1993 2003 2010
Nascimento Campeão Mundial sub-20 por Portugal Torna-se Treinador do Sporting É Treinador do Real Madrid na era dos Galácticos Vai com Portugal ao Mundial
.
.

.

Perfil biográfico de Carlos Queiroz

Carlos Queiroz sempre deu valor aos estudos e à parte académica, tendo completado toda a educação em Moçambique, onde nasceu, e chegou a estudar para Engenharia Mecânica. O seu amor pelo futebol revelou-se desde muito novo, onde foi Guarda-Redes do Ferroviário de Nampula entre 1968 e 1973. Depois da Revolução do 25 de Abril, Carlos Queiroz vem para Portugal e licencia-se em Educação Física, na Faculdade de Motricidade Humana e trabalha como Professor de Educação Física no Ensino Secundário. Tira Mestrado em Metodologia do Treino Desportivo. Foi feito Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique, depois da conquista do primeiro mundial sub-20 conquistado em 1989. Foi percursor de um projecto de desenvolvimento de jogadores para as equipas da Liga Norte-Americana.

Queiroz ao lado de Ferguson e de Ronaldo

Queiroz ao lado de Ferguson e de Ronaldo

Carreira de Treinador de Carlos Queiroz

O Professor Carlos Queiroz começou o seu trajecto como treinador nas camadas jovens da equipa do SL Olivais, em 1981/1982 e na época seguinte no Belenenses. Começou a época de 1983/1984 nas camadas jovens do Belenenses mas aceitou o repto de Mário Wilson e foi seu adjunto no Estoril-Praia. Depois desta experiência entra num ciclo de 8 anos na estrutura da Federação Portuguesa de Futebol, entrando como adjunto nas camadas jovens das selecções nacionais entre 1985 e 1987. Entre 1988 e 1990, Carlos Queiroz é treinador principal das selecções de sub-16 e sub-18 e entre 1989 e 1991 acumula com a selecção nacional de sub-20. E foi nesta selecção que alcançou os seus maiores feitos com os dois títulos mundiais de sub-20, em 1989 e 1991, pelos pés da Geração de Ouro, com nomes como Luís Figo, João Vieira Pinto, Rui Costa, Vítor Baía ou Paulo Sousa. Além destes títulos, também conquistou o Euro sub-16, em 1989. O seu trabalho na selecção e as mudanças na estrutura federativa, nos métodos de treino e na captação e desenvolvimento de talentos foram, ainda, mais importantes nos anos vindouros. Com tanto sucesso nas camadas jovens, foi dada a oportunidade a Carlos Queiroz para comandar a equipa A da selecção nacional entre 1991 e 1993. O trabalho a Carlos Queiroz não correu de feição durante este período, falhando os apuramentos directos para o Euro-92 e Mundial-94. Desde a sua saída até 2018, a selecção nacional só falhou uma competição internacional de selecções (Mundial-98). Isso diz muito do trabalho de base que foi deixado por Carlos Queiroz na Federação.

Saiu da Federação e abraçou outro projecto no Sporting Clube de Portugal como treinador principal para ganhar o campeonato nacional. Nas três épocas que esteve no clube, conquistou 1 Taça de Portugal e 1 Supertaça. Cansado de Portugal, Carlos Queiroz parte para destinos exóticos do futebol. A seguir ao Sporting, parte para os Estados Unidos e fica como treinador do New York Metrostars, em 1996, tendo ido para o Nagoya do Japão, em 1997. Voltou a ser seleccionador nacional, comandando os Emirados Árabes Unidos entre 1998 e 1999 e depois torna-se seleccionador nacional da África do Sul, onde consegue o feito do Apuramento para o Mundial de 2002. Ainda assim, não vai com a selecção ao Mundial por incompatibilidade com a Federação e aceita o convite de Alex Ferguson para ser seu treinador adjunto em 2002/2003, no Manchester United. Em 2003/2004, Carlos Queiroz torna-se treinador do Real Madrid para suceder a Vicente del Bosque, um dos treinadores históricos do Real Madrid. Não conseguiu gerir os egos do plantel e a pressão associada a um clube da dimensão do Real Madrid, ainda que tenha vencido a Supertaça de Espanha, logo no seu primeiro jogo oficial mas sem o tão ambicionado título nacional ou europeu. Voltou a Manchester United para desempenhar as funções de treinador-adjunto de Alex Ferguson até à época de 2007/2008. Voltou a ser seleccionador de Portugal entre 2008 e 2010, numa altura em que a estrutura federativa estava mais experiente e as pressões externas eram menores mas a selecção nacional precisava de renovação sob a liderança de Cristiano Ronaldo. Conseguiu o apuramento para o Mundial de 2010 mas foi um percurso de altos e baixos e com alguns casos de desentendimento com jogadores. Depois de sair de Portugal, tornou-se seleccionador do Irão, onde ainda se encontra neste momento, com apuramentos alcançados para o Mundial de 2014 e de 2018.

Desde 2011, é o seleccionador do Irão

Desde 2011, é o seleccionador do Irão

Cronologia da Carreira de Carlos Queiroz

1981/1982 – SL Olivais (Camadas Jovens) – Treinador Principal

1982/1983Belenenses (Camadas Jovens) – Treinador Principal

1983/1984Estoril-Praia – Treinador Adjunto

1985/1987 – Portugal (Sub-18) – Treinador Adjunto

1988/1990 – Portugal (Sub-16 e Sub-18) – Treinador Principal

1989/1991 – Portugal (Sub-20) – Treinador Principal

1991/1993 – Portugal (Selecção “AA”) – Treinador Principal

1993/1996Sporting – Treinador Principal

1996 – New York MetroStars – Treinador Principal

1997 – Nagoya Grampus – Treinador Principal

1999 – Emirados Árabes Unidos – Treinador Principal

2000/2002 – África do Sul – Treinador Principal

2002/2003Manchester United – Treinador Adjunto

2003/2004Real Madrid – Treinador Principal

2004/2008Manchester United – Treinador Adjunto

2008/2010 – Portugal (Selecção “AA”) – Treinador Principal

2011/2018 – Irão – Treinador Principal

317 Visualizações 2 Total
317 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo