Mundial 1930

O Mundial de 1930 foi a primeira edição do Campeonato Mundial de Futebol de Seleções. Existiram 13 participantes e decorreu no Uruguai entre 13 e 30 de Julho de 1930. Todos os jogos foram disputados na cidade de Montevideu, sendo o Estádio Centenário em Montevideu o palco maior do Mundial, o estádio foi construído especialmente para sediar os jogos do torneio. A sede do Mundial foi escolhida pela Fifa numa conferência em Barcelona em 18 de Maio de 1929 por dois motivos. Por um lado vinha de dois títulos olímpicos, e porque celebrava o aniversário da sua independência.

Não houve eliminatórias para apurar equipas para o mundial, e não existiu muito interesse da parte de nações europeias de viajar até o Uruguai. Os custos de despesa e a duração da viagem, não compensavam. Portanto, dos 13 clubes participantes no certame sete eram da América do Sul, quatro eram da Europa e duas eram da América do Norte. Além disso, um problema entre cariocas e paulistas impediu que o Brasil se apresentasse na máxima força, apenas um jogador brasileiro era paulista, Araken.

O Campeonato do Mundo de Futebol foi forjado em 1914, quando a Fifa concordou em reconhecer o torneio olímpico de futebol como um campeonato mundial de futebol para amadores, e tomou a responsabilidade de organizar o evento nas três Olimpíadas que ocorreram depois de 1914 (entre 1920 e 1928). Anteriormente foram a The Football Association (FA) e a Svenska Fotbollforbundet a organizar o torneio. Então, em 1928, Jules Rimet anunciou planos para criar um torneio independente. Vários clubes inscreveram-se para acolher o torneio, mas como citado acima, foi o Uruguai a nação escolhida.

Os clubes deviam inscrever-se até 28 de Fevereiro de 1930, e estava aberta a participação a qualquer Seleção Nacional. Sendo assim a maioria das equipas americanas inscreveram-se na data, sendo elas o Brasil, a Argentina, o Peru, o Paraguai, o Chile, a Bolívia, os Estados Unidos da América e o México. No entanto, nenhuma equipa europeia inscreveu-se até à data proposta como limite. A Associação Uruguaia de Futebol chegou a mandar uma carta convite à Football Association (FA – Entidade que controla o Futebol em Inglaterra), mas o convite foi declinado pelo comité da FA. Até dois meses antes do início do torneio, nenhuma seleção europeia tinha feito a inscrição. O presidente da Fifa, Jules Rimet, interveio e junto com o governo do Uruguai prometeram custear as despesas de viagem de qualquer equipa da Europa.

Então, quatro equipas da Europa acederam ao convite. Foram elas a Bélgica, a França, a Roménia e a Jugoslávia. Todos viajaram de navio. Os romenos embarcaram no SS Conte Verde em Génova, os franceses embarcaram neste mesmo navio em Villefranche-sur-Mer. O Conte Verde seria ainda o barco que levaria Jules Rimet, a taça, três árbitros europeus e mais tarde, o Brasil. Chegou ao seu destino em 4 de Julho de 1930.

Todas as partidas foram disputadas na capital da cidade e foram usados três estádios.

O Estádio Centenário – Foi o principal estádio do Mundial, e o presidente Jules Rimet apelidou-o de “O Templo do Futebol“. Capacidade para 90.000 pessoas, este estádio abrigou dez das dezoito partidas do mundial, incluindo as semifinais e a final.

Estádio Centenário

Os restantes jogos foram jogadores em pequenos estádios que eram com frequência usados pelos clubes de futebol em Montevideu. O Estádio Parque Central, com uma capacidade de 20.000 pessoas e o Estádio Pocitos, com capacidade para 1000 pessoas.

As treze equipas estavam divididas em quatro grupos. Não houve sorteio para estes grupos, mas os mesmos foram determinados pela FIFA. Visto que não houve eliminatórias, os dois jogos de abertura foram os primeiros da história dos Mundiais e foram realizados simultaneamente em 13 de Julho. A França venceu o México por 4-1, no Estádio Pócitos, e os Estados Unidos da América venceram a Bélgica por três bolas a zero no Estádio Parque Central. O autor do Primeiro golo da história em Campeonatos do Mundo foi um francês, sendo o seu nome Lucien Laurent.

Grupo I

O único que tinha quatro equipas. Argentina, Chile, França e México.

Na dia 15 de Julho os franceses jogaram contra os argentinos. O único tento da partida foi marcado pelo argentino Luis Monti, na marcação de um livro. o árbitro brasileiro Gilberto de Almeida Rego criou uma controvérsia ao apitar para o término da partida seis minutos antes do tempo regulamentar. Os protestos dos franceses levaram a que o jogo continuasse até o fim do tempo regulamentar. O segundo jogo dos Argentinos, contra o México resultou no primeiro penalty da história dos Mundiais. Durante esta partida foram marcados 5 penaltis. Quem arbitrou a mesma foi o treinador da Bolívia Ulises Saucedo. Guillermo Stábile marcou um hat-trick na sua estreia internacional, e o jogo terminou com a vitória dos argentinos por 6 bolas a 3. Na última jornada do grupo, decidiu-se a classificação, quando a Argentina venceu o Chile por 3-1. e classificou-se para a fase final.

Grupo II

O grupo do Brasil, Bolívia e Jugoslávia. Quase exclusivamente com cariocas, ainda assim a equipa brasileira era a favorita. No entanto, perdeu com a Jugoslávia por duas bolas a 1. Seguidamente, venceu a Bolívia por 4 bolas a zero. A Jugoslávia conseguiu uma vitória frente à Bolívia também por 4 bolas a zero. Curioso que no jogo entre a Bolívia e o Brasil, as equipas jogaram com equipamentos iguais, por metade do jogo, após o que a Bolívia decidiu trocar de equipamentos. Com estes resultados foi a Jugoslávia que se classificou para a próxima fase.

Grupo III

Este grupo era constituído pelos anfitriões Uruguai, os vizinhos Peru e a europeia Roménia. No jogo de abertura do grupo, aconteceu a primeira expulsão da história dos mundiais quando Plácido Galindo, peruano foi expulso no jogo com a Roménia. Esta vantagem permitiu que a Roménia vencesse por três bolas a uma. Dois golos da Roménia foram marcados após a expulsão. Devido a atrasos na construção do Estádio Centenário, o primeiro jogo do Uruguai, aconteceu apenas cinco dias após o início do torneio. Este jogo contra o Perú resultou numa vitória por 1 bola a zero, a favor dos uruguaios. Depois os celestes venceriam a Roménia por quatro bolas a zero.

Grupo IV

Os Estados Unidos dominaram este grupo, que incluía a Bélgica e o Paraguai. Primeiro venceram os belgas por 3-0. A segunda vitória dos Estados Unidos foi frente ao Paraguai. Foi neste jogo que aconteceu o primeiro hat-trick da história dos Mundiais. Bert Patenaude marcou 3 golos. Assim os Estados Unidos passaram de grupo.

Meias Finais

Na primeira meia final, um golo de Minto do meio campo, ainda na primeira parte, deu à Argentina a liderança contra os Estados Unidos ao intervalo. Na segunda parte, o resultado avolumou-se com uma vitória da Argentina por seis bolas a uma.

Na outra meia final, defrontaram-se Uruguai e Jugoslávia. E a Jugoslávia saiu à frente com Sekulic a marcar um golo. Mas o Uruguai conseguiu dar a volta ao resultado ainda na primeira parte. Na segunda parte, ainda marcariam mais 4 golos.

Final 

A final marcou o reencontro entre os finalistas dos Jogos Olímpicos de 1928. A final ocorre no Estádio Centenário em 30 de Julho. Os portões do estádio abriram às oito da manhã, seis horas antes do pontapé inicial. Ao meio dia o estádio estava com a lotação completa, oficialmente estavam 93.000 pessoas no estádio. Antes da partida iniciar, houve uma discordância em relação à bola a ser usada, e a FIFA teve que interferir, e decretou que a bola argentina seria usada na primeira parte e a uruguaia na segunda. O jogo terminou com um 4 a 2 para os uruguaios, que estavam a perder por 2 bolas a uma ao intervalo. O dia a seguir ao jogo foi decretado como feriado nacional no Uruguai. Em Buenos Aires, capital argentina, arruaceiros lançaram pedras à embaixada do país.

Melhor marcador do Campeonato

Guillermo Stábile (8 golos)

Guillermo Stábile

Vencedor

Uruguai

Primeira Campeã do Mundo

O último jogador a participar neste Mundial a falecer foi o Argentino Francisco Varallo, que faleceu a 30 de Agosto de 2010.

O Avançado do Uruguai Castro não tinha a mão direita. Ele recebeu o apelido de “El Manco”. E marcou dois golos. Contra o Peru, o primeiro golo no Estádio Centenário, e na final, o último da partida.

Guillermo Stábile jogou porque o avançado Manuel Ferreyra não pode jogar contra o México, visto que tinha um exame da faculdade à mesma hora.

O capitão francês, Villaplane, posteriormente foi acusado de colaborar com a Alemanha nazi na Segunda Guerra Mundial e foi fuzilado em 1945.

O Primeiro penalty falhado foi falhado por Carlos Vidal num jogo com a França.

557 Visualizações 1 Total
557 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter