Augusto, José

José Augusto é um ex-jogador e treinador que se evidenciou ao serviço do Sport Lisboa e Benfica e das selecções nacionais de futebol.

Biografia de José Augusto

José Augusto é um ex-jogador e treinador que se evidenciou ao serviço do Sport Lisboa e Benfica e das selecções nacionais de futebol.

José Augusto Pinto de Almeida nasceu a 13 de Abril de 1937 na cidade do Barreiro filho de um ex-jogador do Barreirense. Como tal, quis-lhe seguir as pisadas e fazer honra ao trajecto no futebol que o pai, na altura já debilitado, chegou a ter. Ainda assim, estava na dúvida entre escolher jogar basquetebol e futebol, mas ficaram desfeitas depois de um torneio FIFA em que José Augusto se destacou, envergando a camisola da selecção nacional de juniores, em Abril de 1955. Esse foi o momento que despoletou a carreira de futebolista de José Augusto para patamares mais elevados. Primeiro, na esfera do Barreirense, já que o atleta passou a integrar a equipa sénior do Barreirense marcando 9 golos em 21 jogos, levando a equipa da margem sul a um sensacional sexto lugar nessa época de 1955/1956. Num jogo contra o Sporting marcou dois golos na derrota do seu clube contra o de Alvalade, mas a sua exibição ficou na retina dos dirigentes leoninos que o quiseram contratar mas não tiveram argumentos suficientes para levar José Augusto do Barreirense. Nas duas épocas seguintes, José Augusto manteve a regularidade exibicional e a veia goleadora que permitiu ao Barreirense colher os frutos disso: a equipa mantinha-se na I Divisão e as grandes equipas continuavam interessadas no seu avançado de eleição. Contudo, em 1958/1959 não conseguiram evitar a descida de divisão e o clube contava com propostas de FC Porto, SL Benfica e Fiorentina. Esteve quase a ser contratado pelo FC Porto mas o Benfica conseguiu fazer com que a sua proposta fosse aceite e a 25 de Agosto de 1959, José Augusto apresentou-se na Luz como jogador da equipa encarnada. E foi um dos melhores avançados que passou pelo Benfica e pelo futebol português tendo sido considerado como um dos melhores avançados europeus na sua geração graças à sua capacidade goleadora. Era o chamado ponta de lança, o homem de área. Tinha uma grande qualidade de remate com os dois pés e uma ainda melhor capacidade de impulsão e de cabeceamento que o faziam temível para os defesas adversários. José Augusto jogou no Benfica entre 1959 e 1970, onde fez mais de 250 jogos e mais de 100 golos para o campeonato, tendo ajudado na conquista de oito campeonatos, três Taças de Portugal e duas Taças dos Clubes Campeões Europeus. A nível da selecção nacional, foi um dos mais internacionais na sua época. Estreou-se com 21 anos pela selecção nacional, jogando ainda no Barreirense no ano de 1958 e dez anos depois José Augusto faria o ultimo jogo pela selecção das quinas, num jogo contra a Grécia. Foram 45 jogos no total com nove golos marcados, um deles no memorável jogo do Mundial de 1966 contra a Coreia do Norte, em que Portugal vence depois de estar a perder por três bolas ao intervalo. José Augusto iniciou a carreira de treinador ao mesmo tempo que terminou a de jogador. No Benfica. Na época de 1969/1970, Otto Glória era o treinador e José Augusto era um dos jogadores mais experientes da equipa mas acabou essa época a dirigir a equipa tendo ganho a Taça de Portugal nesse ano. A partir daí prosseguiu a carreira de treinador pela selecção nacional, primeiro como dirigente da equipa técnica das camadas jovens nacionais nos anos 80 e mais recentemente, da Selecção Nacional Feminina, entre 2004 e 2007. Além da selecção, passou por clubes como o Vitória de Setúbal, Barreirense, Portimonense, Farense, Penafiel, Amora, Logroñes e Alverca. A 19 de Dezembro de 1966 foi agraciado com a Medalha de Prata da Ordem do Infante Dom Henrique.

212 Visualizações 1 Total
212 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo