Albert de Dion

Albert de Dion foi um pioneiro na indústria automóvel francesa.

Biografia de Albert de Dion:

Jules-Albert de Dion (9 de Março de 1855 – 19 de Agosto de 1946) descendia de uma influente linhagem aristocrática francesa. Em 1901 após a morte do pai, Louis Albert William Joseph de Dion, adquire o título de Marquês.

Durante a sua juventude, desenvolveu um veículo motorizado movido a vapor, o desenvolvimento de automóveis era uma das grandes paixões de Albert de Dion, juntamente com os duelos e criação de instrumentos mecânicos.

Com o fito de criar um novo modelo de automóvel movido a vapor, aliou-se com os engenheiros Charles Trépardoux e Georges Bouton, fundando a empresa que ficaria conhecida como De Dion-Bouton em 1883. Rapidamente esta empresa tornou-se, uma das pioneiras no desenvolvimento deste tipo de veículos e a maior empresa do ramo automóvel na época. Foi responsável pela criação, do primeiro veiculo motorizado de quatro rodas.

Em 1887, Albert de Dion promoveu a primeira competição automóvel do mundo, a má promoção fez com que o seu protótipo fosse o único a participar na prova, completando toda a extensão do percurso. Em 1888 foi um dos fundadores do certame, que evoluiria para o actual Salão Automóvel de Paris.

Albert de Dion

Albert de Dion

O entusiasmo que rodeava a indústria motorizada na França, no final do século XIX, levou á realização da primeira corrida automóvel entre localidades em 1894, numa distância de 122 quilómetros entre Paris e Rouen. Albert de Dion saiu como vencedor desta prova.

Outro marco central da sua vida foi, a forte opinião que demonstrou relativamente ao Caso Dreyfus, na época causador de uma profunda divisão na sociedade francesa. Albert de Dion era um dos mais fervorosos críticos de Dreyfus, defendendo a sua culpabilidade. Esta postura valeu-lhe alguns dias na prisão e o pagamento de algumas coimas.

O Le Vélo como jornal desportivo, de esquerda e defensor de Dreyfus, lançava fortes critica a Albert de Dion. Em 1900, participou na fundação e financiamento de um jornal desportivo, o L’Auto, com o objectivo de rivalizar com o Le Vélo. Nesta época os jornais desportivos assumiam um papel central na opinião pública e politica. O L’Auto assumia-se como um jornal de direita e crítico de Dreyfus. Este matutino acabaria por estar na génese da prova rainha do ciclismo mundial – Tour de France.

Albert de Dion morreu aos noventa anos em 1946, o seu corpo foi sepultado no cemitério Montparnasse em Paris.

26 Visualizações 2 Total
26 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo