Natação

A natação é uma prática desportiva que se insere no lote dos desportos aquáticos. Existem quatro estilos básicos diferentes, devidamente regulamentados no âmbito das competições: Livre (ou Crawl), Costas, Bruços e Mariposa. Além da vertente competitiva, a natação pode ser praticada de forma recreativa, piscatória, balnear e de exercício, sendo que nesta última área resulta em bastantes benefícios para a saúde.

Image1

 

História e origens

A natação é uma das actividades praticadas pelo ser humano praticamente desde o início dos tempos. Existem referências com milhares de anos a esta prática, sendo que o mais antigo remonta às pinturas rupestres. As primeiras referências escritas datam de cerca de 2000 a.c.

De acordo com os registos, há cerca de 5000 anos já existiria um sistema de piscinas aquecidas, na zona da Índia, altura em que se dizia haver também no Egipto professores de natação para as crianças nobres.

O primeiro livro publicado sobre o tema foi escrito em 1538, pelo professor alemão de linguística Nikolaus Wynmann, intitulado “O Nadador ou o diálogo sobre a arte de nadar” (Der Schwimmer oder ein Zwiegespräch über die Schiwmmkunst).

Como desporto, a natação desenvolveu-se durante o século XIX (19), na Grã-Bretanha, onde foi regulamentado e organizado. A vertente competitiva terá tido início por volta de 1800, utilizando maioritariamente o estilo de Bruços. Posteriormente, em 1873, o o britânico John Arthur Trudgen terá adaptado e desenvolvido o estilo que hoje é conhecido por Crawl, após observar a forma de nadar dos nativos americanos, numa viagem a Buenos Aires, Argentina. No entanto, devido ao repúdio dos ingleses pelos salpicos causados pelos movimentos bruscos na água, Trudgen manteve o movimento das pernas original do estilo Bruços, em que o impulso consiste em abrir e fechar as pernas (golpe de tesoura), evitando assim bater as pernas.

Mais tarde, outro inglês, Frederick Cavill, ao emigrar para o continente australiano, observou que os indígenas locais nadavam com um batimento de pernas vertical e acabou por adaptar esse movimento ao estilo Crawl australiano, com o qual o seu filho viria a bater o recorde mundial das 100 jardas (cerca de 90 metros), em 1900. O seu outro filho acabou por levar o estilo para os Estados Unidos, dando origem ao Crawl americano.

A prática desportiva da natação faz parte do programa olímpico desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos modernos, em Atenas (Grécia), embora na categoria feminina só tenha entrado na edição de 1912, em Estocolmo (Suécia)

Em 1908, foi criada a Fundação Internacional de Natação Amadora (FINA), que regula actualmente a natação mundial como prática desportiva.

 

Natação competitiva

As provas de natação realizam-se em forma de corrida, regra geral de forma individual, existindo também a modalidade de estafetas, cujo vencedor será sempre aquele que cubra a distância da prova no menor tempo possível. As provas distribuem-se pelos quatro estilos já identificados: Costas, Bruços, Mariposa e Livre, sendo que neste último é permitida a utilização de qualquer forma de nadar, pelo que habitualmente se emprega o uso da técnica de Crawl, em virtude de ser a que permite uma deslocação mais rápida.

As competições são disputadas dentro de uma piscina olímpica (50 metros) ou semi-olímpica (25 metros), ao longo de 8 pistas de corrida, nos campeonatos do mundo, ou 10 nos Jogos Olímpicos. A temperatura da água da piscina olímpica deve estar entre os 25ºc e os 28ºc.

Ao deslocar-se na água não se permite ao nadador nenhum tipo de ajuda material nem nenhum tipo de produto que melhor o deslizamento do corpo dentro de água, embora existam evoluções técnicas nesse sentido no que diz respeito aos fatos de banho utilizados. Os nadadores necessitam de um bom desenvolvimento e resistência aeróbia para obterem bons resultados.

A flexibilidade é outra das capacidades físicas absolutamente fundamentais entre os praticantes deste desporto.

O maior recordista individual de todos os tempos em provas de natação é o americano Michael Phelps, que venceu 22 medalhas olímpicas, oito das quais nos J.O. de Pequim. Aos 23 anos já tinha batido 32 recordes do Mundo.

Além da Natação Pura, existem também outras vertentes que integram esta modalidade, como a Natação Sincronizada e os Saltos para a água, Pólo aquático, Águas abertas, e Mergulho aquático.

 

https://www.youtube.com/watch?v=GTbbnhnnMQU

 

Benefícios

A prática da natação é considerado um dos melhores exercícios físicos existentes, uma vez que exige a movimentação de praticamente todos os músculos e articulações, sem exercer peso sobre o corpo, devido ao efeito da água. É ideal para quem tem problemas de ossos, coluna e respiratórios (como a asma) e recomendado para bebés e crianças.

Uma hora de natação equivale à perda de aproximadamente 600 calorias, tonificando os músculos e melhorando a coordenação motora. Além dos benefícios físicos, oferece também um relaxamento e oxigenação do cérebro, combatendo o stress e activando a memória.

 

1245 Visualizações 2 Total

References:

http://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/educfisica/08_natacao_d.htm

www.fina.org

Artel 10 – Guia de Estudo, volume 7 (Arte, Música e Desporto), 1993

1245 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo