Mergulho aquático

O mergulho é considerado uma prática e um desporto aquático que se baseia essencialmente na exploração submarina com recurso ou não a equipamentos auxiliares.

diver-85913_1920

Mergulho é a prática de submergir o corpo segurando a respiração, no caso do mergulho livre, ou utilizando um aparato de respiração, no mergulho autónomo, mergulho dependente ou semi-dependente. O mergulho recreacional ou desportivo é uma atividade bastante popular.

História

Os primeiros relatos da prática remetem para o Japão e a Coreia, cerca de quatro mil anos a.C. Acredita-se que esta era a técnica utilizada para resgatar alimentos e armamento. Com o passar dos anos, a prática foi-se aperfeiçoando, até que surgiram pessoas especializadas na caça de pérolas do fundo do mar. A necessidade do Homem em explorar o fundo do mar potenciou o crescimento e desenvolvimento da atividade que, hoje em dia, conta com competições em todo o mundo. As competições de mergulho livre são divididas em cinco modalidades, sendo que a apneia estática e o lastro constante são as únicas realizadas em campeonatos mundiais. Um nome incontornável da história do mergulho mundial é o francês Jacques Yves Cousteau que, em 1943, durante a ocupação alemã, mergulhou até 20 metros com auxílio de um aparelho por ele inventado, juntamente com Émile Gagnan: o aqualung, um tipo de equipamento que consiste num cilindro de ar comprimido e de um regulador de mergulho que supre a necessidade de gás respirável.

Tipos de mergulho aquático

  • Dependente – este tipo é praticado maioritariamente por profissionais, uma vez que o fornecimento de ar é efetuado da superfície para o mergulhador por intermédio de um compressor de ar e de uma mangueira.
  • Livre – consiste no mergulho sem o auxílio de equipamentos de respiração subaquática, com o mergulhador a depender apenas da sua capacidade pulmonar e da preparação física. Neste tipo de mergulho existem várias modalidades, competitivas ou não, incluindo-se o mergulho contemplativo, o mergulho com lastro constante, a imersão livre, a apneia estática, o lastro variável e o No limits, a modalidade dos grandes profundistas. O recorde mundial de profundidade é de -214 metros, estabelecido a 14 de julho de 2007 pelo austríaco Herbert Nitsch .
  • Autónomo – nesta modalidade o mergulhador consegue ficar mais tempo debaixo de água do que no mergulho livre, pelo facto de ser auxiliado por equipamento de respiração. O mergulho autónomo pode ser dividido em mergulho recreativo ou técnico. O recorde de profundidade em mergulho autónomo pertence ao sul-africano Nuno Gomes, que desceu a -318,25 metros.
  • Técnico – este é o mergulho não limitado pelos limites das tabelas de mergulho não-descompressivo, utilizando-se equipamentos e procedimentos especiais para estender o tempo de submersão em segurança. Entre os procedimentos está a utilização de gases mais ricos em oxigénio.

Equipamento necessário

O equipamento necessário para a prática de mergulho varia consoante a modalidade a praticar mas, em traços gerais, inclui:

  1. Máscara de mergulho
  2. Cilindro de ar comprimido
  3. Regulador de pressão
  4. Roupas isolantes
  5. Manómetro e profundímetro
  6. Snorkel – tubo que contém um bocal e que permite ao mergulhador respirar o ar do ambiente pela boca sem levantar a cabeça da água
  7. Faca de mergulho
  8. Cinto de lastro
  9. Nadadeiras
  10. Colete equilibrador
  11. Lanterna
79 Visualizações 1 Total
79 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo