Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Blanco, David

David Blanco é um ex-ciclista espanhol que foi um dos melhores ciclistas a passar pelo pelotão português, sendo recordista de vitórias na Volta a Portugal, com cinco triunfos.

Biografia de David Blanco

David Blanco é um ex-ciclista espanhol que foi um dos melhores ciclistas a passar pelo pelotão português, sendo recordista de vitórias na Volta a Portugal, com cinco triunfos.

David Blanco nasceu na cidade de Berna, Suíça, a 3 de Março de 1975, contudo vive na Galiza, na cidade de Santiago de Compostela. Depois de um período forte nas camadas jovens e de não ter conseguido arranjar equipa profissional em Espanha, conseguiu um lugar em Portugal, onde começou na Paredes-Rota dos Móveis no ano de 2000. No ano anterior, já havia participado na Volta a Portugal do Futuro pela equipa do Norte do país, onde conseguiu o terceiro lugar e o último do pódio na classificação geral. Em 2000 e 2001, esteve na equipa do Paredes-Rota dos Móveis, passando para a equipa da ASC-Vila do Conde a meio da época de 2002. Visto que era licenciado em administração de empresas e um interessado pelas bolsas de valores, decidiu apostar nessa última vertente no final de 2001, acabando a sua carreira de ciclista. Não se sentiu preenchido e voltou para o ciclismo, daí ser contratado pela equipa de Vila do Conde. O galego demonstrava boas capacidades na gestão do esforço e na capacidade para ser um ciclista completo, com boas classificações na Volta a Portugal nestes últimos anos que o levaram para a Porta da Ravessa-Bom Petisco-Tavira em 2003, onde só ficaria nesse ano. Por boas razões, isto porque os seus bons resultados conseguidos durante a época, entre os quais, o segundo posto na classificação geral do Grande Prémio CTT, onde conseguiu a sua primeira vitória numa equipa profissional e o quinto lugar na classificação geral da Volta a Portugal, levaram-no para uma equipa superior, a Comunidad Valenciana. Esteve na equipa espanhola entre 2004 e 2006, onde conseguiu um décimo lugar na Volta a Espanha e um terceiro lugar na Volta a Valencia nesse primeiro ano e um terceiro posto na Volta a Castela e Leão. No ano de 2006, último ano que a equipa esteve presente no pelotão profissional, David Blanco alcançou um terceiro lugar no Grande Prémio Joaquim Agostinho e, mais tarde, a primeira das cinco vitórias na Volta a Portugal, com dois triunfos em etapa incluídos. Foi um triunfo de raiva, isto porque o ciclista galego foi um dos muitos ciclistas profissionais que viu o seu nome implicado na Operação Puerto, uma operação que desmantelou uma rede complexa de utilização de substâncias e sistema de dopagem que afectava, sobretudo, a equipa onde se encontrava David Blanco. Como não conseguiu arranjar equipa em Espanha, volta a Portugal e é contratado pelo Palmeiras Resort-Tavira, onde permanece entre 2007 e 2010. E continuou a senda de triunfos na Volta a Portugal na equipa algarvia, alcançando a conquista em 2008, 2009 e 2010, sendo que em 2009, o galego foi segundo classificado na estrada. A vitória foi-lhe atribuída depois de Nuno Ribeiro, o vencedor na estrada, ter tomado substâncias ilícitas e daí ter acabado por ficar suspenso. Além das vitórias na “Grandissima”, David Blanco conseguiu vencer o Grande Prémio Paredes Rota dos Móveis e a Volta ao Sotavento Algarvio, em 2007 e a Volta ao Alentejo, em 2010. Nesse ano, com a quarta vitória conseguida na Volta a Portugal, o espanhol igualava as quatro vitórias atingidas por Marco Chagas mas, no ano seguinte, não teria hipótese de ultrapassá-lo já que David Blanco foi contratado pela Geox-TMC mas não veio correr a edição desse ano da Volta a Portugal. Nesse ano de 2011, participou na Volta a Itália e na Volta a Espanha, em detrimento da Volta a Portugal. Tal como em 2006, Blanco voltava a passar pelo flagelo do término de patrocínio da equipa onde estava e por isso, voltava a ficar sem equipa. Mas regressaria a Portugal para fazer história e para acabar a sua carreira desportiva. A Efapel-Glassdrive contratou o espanhol David Blanco para chegar à conquista da Volta a Portugal o que viria a conseguir e, assim, o galego tornava-se o ciclista com maior número de vitórias na classificação geral da Volta a Portugal.

250 Visualizações 1 Total
250 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter