Augusto, Jéssica

Jéssica Augusto é uma das melhores atletas nacionais no fundo feminino nacional e já se sagrou campeã europeia de corta-mato em 2010.

Biografia de Jéssica Augusto

Jéssica Augusto é uma atleta portuguesa que faz corridas de fundo e de corta-mato, preferencialmente. Foi campeã da Europa de corta-mato em 2010, na cidade de Albufeira. Tem uma relação com o jogador internacional da selecção de futebol, Eduardo.

Nascida em Paris, a 8 de Novembro de 1981, Jéssica Augusto vem para Portugal com 6 anos de idade, juntamente com os pais. O Sporting Clube de Braga foi o seu primeiro clube enquanto atleta, começando aos 15 anos nas lides das corridas e das competições. Aos 19 anos, Jéssica sagra-se campeã europeia de corta-mato na categoria de Juniores, na cidade sueca de Malmo. Estava a mostrar perante todos o que poderia trazer uns anos mais tarde. Mais qualidade para o atletismo nacional e, sobretudo, mais vitórias. Em 2002, vai aos primeiros europeus de corta-mato como sénior e tem um bom resultado, finalizando na 16ª posição. Nos Europeus de pista coberta, não chegou à final dos 1500 metros, ficando-se pelas meias-finais. Progride na distância e aposta na prova dos 3000 metros, conseguindo a medalha de ouro, em duas edições dos Jogos Ibero-americanos. Primeiro, em 2004, na cidade espanhola de Huelva e em 2006, na cidade de Ponce, em Porto Rico. Na edição de Huelva, trouxe mais uma medalha para casa, a de bronze nos 1500 metros. Entretanto, em 2005, foi aos mundiais pela primeira vez, na cidade de Helsínquia, para correr na prova de No ano de 2007, muda-se para a equipa comandada por Carlos Móia, o Maratona Clube de Portugal e é mais um ano de medalhas. Mais uma progressão de distância, mais uma medalha de ouro. Foi campeã da prova dos 5000 metros nas Universíadas, disputadas na capital tailandesa, Banguecoque. Estava em grande forma e bateu o recorde universitário. Nos mundiais de corta-mato, fica em 12º lugar e nos mundiais ao ar livre, em Osaka, participa na prova dos 5000 metros, chegando à final mas terminando no último lugar da competição. No ano seguinte, em 2008, participa nos Jogos Olímpicos de Pequim, tendo mínimos olímpicos para a prova dos 3000 metros obstáculos e dos 5000 metros. Em ambas as provas, Jéssica Augusto não corresponde às expectativas, não chegando às finais de cada uma das provas. Mas Jéssica Augusto iria redimir-se deste resultado e consegue a primeira medalha no corta-mato como sénior. Oito anos depois da conquista de Malmo, a atleta acaba os Europeus no segundo lugar e consegue a medalha de prata, sendo acompanhada de outra portuguesa no pódio, Inês Henriques, com a medalha de bronze conquistada. Com estes resultados, Portugal trouxe para casa, a medalha de ouro a nível colectivo. A partir do ano de 2009, corre sem nenhuma equipa que a patrocinasse, apenas conta com os patrocínios individuais e começa o ano com um 10º lugar nos Europeus de Pista Coberta. Nos Jogos da Lusofonia, Jéssica contribuiu com mais uma medalha de Ouro para Portugal, na prova dos 1500 metros. No final do ano, em mais uma edição dos campeonatos europeus de corta-mato, a lusa ficou no quarto posto individual, mas subiu na mesma ao pódio, porque isso contribuiu para mais uma conquista da medalha de Ouro, a nível colectivo.

Em 2010, Jéssica Augusto tem mais um ano de triunfos e medalhas. Nos Jogos Ibero-americanos tem mais um triunfo, repetindo os de 2004 e os de 2006, nos 3000 metros e consegue mais uma medalha de bronze nos 1500 metros. Em Barcelona nos Europeus ao ar livre, a atleta traz uma medalha de bronze que, mais tarde, foi de prata. Na pista, foi o terceiro lugar que obteve, contudo, a vencedora foi desclassificado, posteriormente, o que levou a que a portuguesa ficasse com uma medalha de prata. Igual situação ocorreu à portuguesa, na corrida dos 5000 metros, sendo que terminou a prova no 4º posto e devido à mesma situação da desclassificação de uma adversária. Mais tarde, em solo nacional, sagra-se, finalmente, campeã europeia de corta-mato, repetindo o triunfo que conquistara em 2000, enquanto júnior. Foi uma prova irrepreensível para toda a selecção nacional feminina que teve mais uma medalha de bronze individual, por parte de Dulce Félix e com mais três atletas dentro dos dez primeiros, Portugal triunfou colectivamente. No ano de 2011, Jéssica Augusto corre na Maratona de Londres, numa prova em que terminou no oitavo lugar e na primeira vez que corre a distância em competição, fica muito próxima do recorde nacional de Rosa Mota na Maratona. Em Daegu, Jéssica finaliza a prova dos 10000 metros dos Mundiais ao ar livre, no 10º posto. Em 2012, Jéssica Augusto foca-se em Maratonas e consegue dois bons resultados em palcos muito competitivos. Repete a 8ª posição na Maratona de Nova Iorque e nos Jogos Olímpicos, termina na 7ª posição. Depois de um ano de 2013 aquém em termos de resultados, Jéssica volta aos bons resultados em 2014, com a primeira medalha numa Maratona, no caso, conquistada em Zurique, ao ter ficado na 3ª posição da prova. Depois de ter sido mãe em 2015, assina pela equipa do Sporting Clube de Portugal.

175 Visualizações 1 Total
175 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo