Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Raças caninas (Classificação pela FCI)

As Raças caninas (Classificação pela FCI) reconhecidas pela Federação Cinológica Internacional (FCI) são atualmente 344. Estão organizadas em 10 grupos distintos (…)

Raças caninas (Classificação pela FCI)

Raças caninas

As Raças caninas (Classificação pela FCI) reconhecidas pela Federação Cinológica Internacional (FCI) são atualmente 344. Estão organizadas em 10 grupos distintos em função da utilização e da morfologia dos cães e cada grupo é, por sua vez, dividido em secções permitindo uma organização bastante clara.

Os cães são classificados de acordo com as suas aptidões desde a Roma Antiga. Já nessa altura, distinguiam-se os “cães de pastor”, os “cães de caça” e os “cães do lar”. Ao longo dos séculos, seguiram-se diferentes tipos de classificações. Nos anos 1820, por exemplo, Frédéric Cuvier dividia as raças caninas em 3  grupos, “Mastins”, “Dogues” e “Spaniels” em função da forma do crânio e do tamanho dos maxilares, numa classificação puramente científica que não tomava em consideração a função dos cães.

No final dos anos 1970, a classificação das raças caninas pela FCI já contava com 10 grupos, no entanto esta possuía várias incongruências pelo que, em 1981, o professor Raymond Triquet, cinólogo reconhecido internacionalmente, presidente da comissão dos standards da FCI de 1999 até 2007 e autor do Dicionário da Cinofilia, foi encarregado de reformar a nomenclatura das raças caninas considerada obsoleta.

Raymond Triquet propôs então uma classificação baseada na sua própria definição da noção de grupo, raça e variedade canina (definição aprovada em 1984 e reconhecida por todos os membros da FCI). Segundo ele, a raça pode ser definida como um conjunto de indivíduos que possuem características comuns que os distinguem de outros indivíduos da mesma espécie e que são transmissíveis geneticamente. Refere também que “a espécie provém da natureza ao passo que a raça provém da cultura”. Isto é, o aparecimento de uma nova espécie é independente da intervenção humana mas esta pode levar à criação de uma nova raça. É o caso, por exemplo, do Jack Russell Terrier que é o fruto do cruzamento entre diferentes Terriers previamente selecionados.

Por sua vez, o grupo é definido como sendo “um conjunto de raças tendo em comum um certo número de características distintivas transmissíveis”. Assim, a característica “aptidão para guardar rebanhos” junta, na nova classificação, todos os cães de pastor no mesmo grupo apesar das suas diferenças morfológicas.

Por fim, a variedade consiste numa subdivisão no interior de uma raça em que os indivíduos possuem uma característica distintiva comum e transmissível geneticamente. Assim, a raça Baixote (Teckel ou Dachshund) possui 3 variedades correspondentes a 3 tamanhos/pesos: standard, miniatura e kaninchen.

A classificação das raças caninas atual foi definitivamente adotada pela FCI em 1987.  As raças caninas encontram-se divididas, em função da utilização e da morfologia dos cães (para saber mais, visite o artigo Canis lupus familiaris (Cão)), nos 10 grupos seguintes:

Grupo 1 – Cães de Pastor e Boieiros (exceto Boeiros Suíços)

Grupo 2 – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços

Grupo 3 – Terriers

Grupo 4 – Baixotes

Grupo 5 – Cães do tipo Spitz e do tipo primitivo

Grupo 6 – Cães de Levante e Corso e raças semelhantes

Grupo 7 – Cães de parar

Grupo 8 – Cães levantadores e cobradores de caça e cães de Água

Grupo 9 – Cães de companhia

Grupo 10 – Galgos

772 Visualizações 6 Total

References:

  • Clube Português de Canicultura (2018). Raças reconhecidas pelo C.P.C/F.C.I. [online] Available at: http://www.cpc.pt/?racas/reconhecidas [Accessed 02 Jan. 2018].
  • dogdotcom (2013). Nomenclature actuelle des Races de la FCI : qui, quand, comment ? [online] Available at: http://newsletter18.dogdotcom.be/fr/nomenclature.aspx [Accessed 2 Jan. 2018].
  • Fédération Cynologique Internationale (2018). FCI breeds nomenclature. [online] Available at: hhttp://www.fci.be/en/Nomenclature/ [Accessed 02 Jan. 2018].
  • Royal Canin, (2001). Enciclopédia do cão. 1st ed. Paris: Editeurs Aniwa Pub.
772 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo