Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Tejo, Rio

Apresentação do Rio Tejo: Com cerca de 1.007 km e uma bacia hidrográfica com mais de 80.000 km2 (dos quais quase 25.000 km2 em Portugal e os restantes em…

Apresentação do Rio Tejo

Com cerca de 1.007 km e uma bacia hidrográfica com mais de 80.000 km2 (dos quais quase 25.000 km2 em Portugal e os restantes em Espanha), o rio Tejo é não apenas o maior rio português em extensão, mas também o maior rio da Península Ibérica.

Nasce em Espanha, na serra de Albarracim a 1.593 metros de altitude e desagua no oceano Atlântico, próximo de Lisboa. Ao longo do seu percurso recebe as águas de importantes rios portugueses e espanhóis, entre os quais o Erges, o Ponsul, o Ocreza, o Zêzere, o Sever, o Nisa, o Sorraia, o Almançor, o Maior, o Coina e o Trancão e banha importantes cidades tais como Toledo e Aranjuez em Espanha e Abrantes, Santarém, Vila Franca de Xira e Lisboa em Portugal. Junto à sua foz tem um dos maiores estuários da Europa (conhecido como o Mar da Palha), com cerca de 320 km2 desde a embocadura até Vila Franca de Xira, um comprimento de 50 km e uma largura máxima de 15 km.

Rio Tejo

tejo-rio-01

Rio Tejo – percurso do rio na Península Ibérica
 .
.
Caraterização do Rio
Localização: Europa (Espanha e Portugal)
Extensão: 1.007 km
Bacia hidrográfica: 80.000 km2
Fluxo de água: 500 m3/s
Nascente: Serra de Albarracim (Espanha)
Foz: Oceano Atlântico (Lisboa, Portugal)
Principais afluentes: Erges, Ponsul, Ocreza, Zêzere, Sever, Nisa, Sorraia, Almançor, Maior, Coina e Trancão
Localid. banhadas: Toledo, Aranjuez, Abrantes, Santarém, Vila Franca de Xira e Lisboa
 .
.
Outras informações
Principais pontes que atravessam o Rio Tejo: Ponte de San Martín (Toledo), Ponte de Alcântara (Alcântara), Ponte da Lezíria (Carregado), Ponte Vasco da Gama (Lisboa), Ponte 25 de Abril (Lisboa)
.
. Importante: Clique para comentar ou colocar questões sobre este tema >>>

.

Percurso

Nascente: a nascente do rio é na serra de Albarracim em Espanha, num local conhecido como Fuente de Garcia, a 1.593 metros de altitude. A serra de Albarracim faz parte dos Montes Universales, um importante sistema montanhoso situado no extremo ocidental do Sistema Ibérico e que faz a separação entre as bacias hidrográficas atlânticas e as bacias hidrográficas mediterrânicas.

Alto Tejo: A primeira parte do percurso do Tejo é no sentido sul-noroeste, deslocando-se num percurso com grande desnível e entre profundas gargantas, até encontrar o seu primeiro afluente a cerca de 10 km da sua nascente, o rio da Hoz Seca. Alguns quilómetros mais à frente recebe as águas do rio Gallo e de outros pequenos rios, também eles nascidos no Sistema Ibérico. A riqueza natural desta zona levou a que, no ano 2000,  tivesse sido o Parque Natural do Alto Tejo, uma zona protegida com mais de 105 mil hectares.

Médio-Alto Tejo: Quando chega à região espanhola da Comunidad de Madrid, o Tejo desceu já a uma cota de 600 metros. Nesta região recebe diversos outros afluentes provenientes na sua maioria dos Montes de Toledo e atravessa a histórica cidade de Toledo. No final do seu percurso na região de Toledo é atravessado pela ponte de Alcântara, uma ponte monumental de oito arcos construída em estilo gótico.

Médio-Baixo Tejo: À saída da província de Toledo, o Tejo atinge uma cota de 320 metros e entra no seu percurso médio-baixo, quase todo ele feito na província espanhola da Estremaduratejo-rio-02. Aqui, e já perto da fronteira portuguesa, as suas águas são retidas pela grande barragem de Alcântara e pouco depois é atravessado pela monumental ponte romana de Alcântara construída no ano de 106 por ordem do imperador Trajano. Pouco depois marca a fronteira entre Portugal e Espanha num troço de cerca de 43 km. No início desse troço recebe as águas do Erges e no seu final as águas do Sever.

Baixo Tejo: Já em território português e próximo de Vila Velha de Ródão, atravessa as Portas de Ródão, uma bela formação geológica que resultou do desgaste de uma antiga queda de água aí existente. A chegada a esta região, numa cota de 61 metros, marca a entrada do Tejo no seu curso baixo. É nesta fase do seu percurso que o rio recebe as águas de importantes rios como o Sorraia e o Zêzere e atravessa a vasta planície ribatejana, banhando importantes cidades como Abrantes, Santarém e Vila Franca de Xira.

Foz: Antes da sua entrada no Atlântico, a ocidente de Lisboa, o Tejo forma um vasto estuário com cerca de 320 km2, conhecido como o Mar da Palha.

.

Grandes Rios da Península Ibérica

| Tejo | Douro | Guadiana | Ebro | Guadalquivir |

1046 Visualizações 1 Total
1046 Visualizações

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo