Médio Oriente

O Médio Oriente é uma região situada entre o Continente Africano, Europeu e Asiático.

Enquadramento Geográfico e Histórico do Médio Oriente:

O Médio Oriente é banhado na parte ocidental pelo Mar Mediterrâneo e a leste pelo Golfo Pérsico. A grande maioria dos seus 7 200 000 km² de extensão encontra-se, no Continente asiático, estando uma pequena parte desta área geográfica localizada na África setentrional. Residem aproximadamente 270 milhões de pessoas nesta zona do globo. A sua localização geográfica privilegiada, entre três continentais, potenciou a sua importância no desenvolvimento da sociedade humana. As primeiras grandes civilizações prosperaram nesta região.

Médio Oriente

Médio Oriente

A sua localização torna esta região, um local fundamental para o desenvolvimento económico e político da civilização humana. Foi nesta região que emergiram, algumas das maiores religiões e crenças, como o Judaísmo, Cristianismo e Islamismo. O carácter decisivo do Médio Oriente tornou, esta região das mais conflituosas na História da Humanidade, característica ainda perceptível nos nossos dias.

As primeiras grande civilizações como a Suméria, Babilónia e Egipto, tiveram a sua génese nesta região, daí o Médio Oriente ser considerado o Berço da Civilização, invenções tão basilares para a nossa sociedade actual como, a escrita, a roda, a plantação agrícola, foram criadas e desenvolvidas nesta área. A criação de campos agrícolas possibilitou a fixação de populações, e o desenvolvimento de cidades, que transformar-se-iam em civilizações e Impérios. Essencialmente este desenvolvimento urbanístico deu-se na Mesopotâmia e Crescente Fértil.

Ao longo dos séculos e milénios, desenvolveram diversas culturas nesta região, a persa, assíria, hitita são alguns exemplos além dos referidos anteriormente. O Médio Oriente foi Berço do Zoroastrismo, religião que pode muito bem ter inspirado o Judaísmo, que subsequentemente esteve na origem das duas maiores religiões actualmente, Cristianismo e Islamismo.

Várias potências ocuparam a região durante as eras, na totalidade ou na parcialidade da área compreendida como Médio Oriente, gregos, romanos, árabes, mongóis e otomanos, estão entre aquelas que mais destacaram-se. Seriam os árabes que iriam moldar a região da forma que conhecemos hoje, em termos culturais e sociais, já que as fronteiras entre os diversos países da região foram criadas pelas potências ocidentais após a queda do Império Otomano, no fim da Primeira Guerra Mundial, sem consideração pelas aspirações das populações.

No século VII depois do nascimento de Cristo, Maomé converteu a Arábia ao Islão, após a morte do Profeta em 632, os seus seguidores expandir a fé tanto culturalmente como territorialmente ao restante Médio Oriente. Esta conversão generalizada ao Islão iria, provocar séculos mais tarde um verdadeiro choque de culturas na região, com as Cruzadas, tentativa Cristã de recuperação da Terra Santa, vários séculos depois da conversão deste espaço ao islão. Esta tentativa Cristã fracassou, seria apenas no século XX com a restituição do Estado de Israel, finda a Segunda Guerra Mundial, que a questão religiosa voltaria a estar no centro da acção política no Médio Oriente.

A restituição de Israel ao povo Judaico no Médio Oriente lançou o caos na região, com conflitos constantes que perduram actualmente. Em 1948 e nas décadas seguintes os conflitos eram associados com a questão judaica e não-aceitação muçulmana da ocupação dos seus territórios. Mais recentemente os conflitos estão mais associados com uma Guerra Civil, dentro do mundo islâmico, sunitas contra xiitas, e questão de liberdade dos povos contra a opressão de regimes ditatoriais – Primavera Árabe.

Geograficamente falando, o clima no Médio Oriente é seco, com poucos cursos de água, sendo os maiores rios o Tigre e o Eufrates. A escassez de água poderá, estar na origem de conflitos futuros na região. Muitos destes países são ricos em petróleo, mas deficitários em água, o que torna este bem-essencial á sobrevivência humana, o bem mais valioso do Médio Oriente. Pelo clima seco, e falta de recursos hídricos, não se encontram grandes manchas florestais na região.

Em termos económicos, muitos países desta região vivem á custa do petróleo, e nos anos mais recentes, do turismo no caso do Dubai. Os países da região que não possuem, grandes reservas do ouro negro (petróleo), pelo seu fraco desenvolvimento económico e de infra-estruturas, apresentam uma predominância da actividade agrícola tradicional, assente na sobrevivência.

Fazem parte desta região diversos países; Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Egipto, Emirados Árabes Unidos, Iémen, Israel, Irão, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbano, Omã, Palestina, Síria e Turquia.

211 Visualizações 1 Total
211 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter