Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Alterações Climáticas

Conceito de Alterações Climáticas, as principais características, causas, consequências e formas de mitigação….

Alterações Climáticas –  Conceito

Consequência das alterações climáticas

Consequência das alterações climáticas

Alterações climáticas referem-se a alterações do clima que se fazem sentir a nível global. Atualmente vivemos num período entre glaciações (período interglaciar), no entanto, os períodos em que o planeta sofre baixas de temperatura são normais, assim como o aumento dessas temperaturas, quando chega ao fim era glaciar.

Estas alterações podem ser causadas pelo sistema interno do planeta Terra, ou podem ser causadas por ações realizadas pelo ser humano. Apesar de alterações do clima ao longo dos séculos ser uma consequência normal causada pelos ciclos existentes no Planeta Terra. No entanto, as atuais alterações que têm vindo a ocorrer a um ritmo muito mais acelerado do que o esperado pelos cientistas são muitas vezes atribuídas aos efeitos da atividade do ser humano.

As alterações climáticas têm ocorrido ao nível da temperatura (verões mais frios ou muito mais quentes do que o normal), da precipitação, da nebulosidade, assim como de outros fenómenos atmosféricos que têm ocorrido com demasiada intensidade ou intensidade demasiado fraca. O aumento das temperaturas associado às alterações climáticas refere-se particularmente ao aquecimento global. Estas alterações acabam por quebrar recordes de ocorrência, como por exemplo, o verão mais quente em 100 anos.

Causas:

As mudanças climáticas ocorrem ao longo de vários anos, não surgindo de um momento para o outro. Estas causas podem provocar problemas a longo prazo ou podem provocar alguns problemas que com um pequeno ajuste de comportamento permita que os sistema climático volte ao que era inicialmente.

As causas para as alterações climáticas podem ser de origem natural ou de origem antropogenica. As causas naturais prendem-se geralmente com o sistema Terra-atmosfera, até mesmo com alterações da periódicas da orbita da Terra, assim como com as emissões de radiação solar, pois estes fenómenos contribuem para altera a atividade geomagnética do planeta.

Os impactos de meteoritos, apesar de raros, quando ocorrem podem contribuir para alterar as condições climáticas da Terra, algo que poderá ter contribuído para o desaparecimentos dos dinossauros, assim como outras grandes extinções.

As alterações na camada do ozono com o aumento do efeito de estufa também tem vindo a causar sérios problemas nas condições climáticas do planeta, pois os gases com efeito de estufo impedem a entrada dos raios infravermelhos no planeta, favorecendo o seu aquecimento e consequentemente contribuindo para a diminuição do gelo presente nos pólos.

Consequências:

Alterações climaticas

Alterações climáticas

As baixas temperaturas levam a um aumento da quantidade de gelo nas calotes polares, pois as as águas perto dos pólos tendem a congelar. No entanto, se as temperaturas aumentarem esse gelo concentrado nos glaciares derrete e a água que é libertada vai para os oceanos fazendo baixar o nível de salinidade das águas, ao mesmo tempo que baixa a temperatura da água, assim como faz aumentar o nível médio das águas do mar. A subida das águas do mar leva há ocorrência de inundações nas zonas costeiras, assim como leva à submersão das zonas que se encontram a baixo do nível médio das águas do mar.

As alterações na temperatura das águas do mar podem despoletar tempestades de grandes dimensões como foram o El Niño, pois alteram não só os ciclos da água, influenciando as massas de água dos oceanos que por sua vez influencias os ventos e os valores da pressão atmosférica.

Mais algumas consequências prendem-se com as ondas de calor, que podem trazer consigo os incêndios, ou as cidades inundadas pelas cheias causadas pela chuva intensa, dezenas de ecossistemas típicos de determinadas regiões estão a morrer e a ser substituídos por outras.

Formas de mitigação:

Por um lado o Homem pode tentar mitigar os efeitos causados pelas alterações climáticas ou contribuir para que ocorra uma adaptação, isto é, as pessoas assim como varias empresas tomam medidas para se adaptar às alterações do clima que vão ocorrendo.

As alterações provocadas pelos seres humanos têm vindo a contribuir para aumentar o problema das alterações climáticas, o que leva a necessidade de alguma interversão humana para mitigar os problemas climáticos que têm vindo a surgir. Os governos em conjunto com a União Europeia decidiram que seria necessário reduzir em 50% as emissões de gases com efeito de estufa, de forma a atingir valores semelhantes aos existentes antes da revolução industrial.

Independentemente do método utilizado é necessário uma interversão a nível local, municipal, no entanto, a participação individual também é de grande importância, pois só uma ação conjunta entre os vários níveis da sociedade é que permitiram manter estável os ecossistemas que nos rodeiam.

As Políticas:

As alterações climáticas têm provocado diversos problemas pelo que a ONU (Organização das Nações Unidas) criou um painel internacional em que as alterações e o problemas relacionados com as alterações climáticas pudessem ser discutidos como por todos os países intervenientes.

Este painel designa-se por Painel intergovernamental para as alterações climáticas e é responsável pela produção de relatórios com os resultados de cada reunião, assim como indicações de medidas a serem tomadas para diminuir as alterações climáticas e os seus efeitos nas populações.

A convenção-quadro das nações unidas para as mudanças climáticas pretendem estabilizar os gases com efeito de estufa, de forma a diminuir o aquecimento global e a destruição da camada de ozono, afirmando ser necessário que a temperatura volte aos valores que existiam antes da era industrial.

Entre as políticas desenvolvidas para combater as alterações climáticas encontra-se o protocolo de Quioto, assim como o sistema de comercio de Licenças de Emissão de gases, assim como a promoção da utilização de energias renováveis.

711 Visualizações 4 Total

References:

Alterações Climáticas . Agência Portuguesa do Ambiente. Republica Portuguesa. Portugal. Consultado em: Outubro 29, 2017 em https://www.apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=81

(2017). Glaciares dos Alpes franceses diminuiram 25% em 12 anos. Agência Lusa. Observador. Consultado em: Outubro 29, 2017 em http://observador.pt/2017/09/13/glaciares-dos-alpes-franceses-diminuiram-25-em-12-anos/

(2017). Mitigação dos efeitos das alterações climáticas. Agência Europeia do Ambiente (EEA). União Europeia. Consultado em: Outubro 29, 2017 em https://www.eea.europa.eu/pt/themes/climate/intro

FREITAS, ANDREA CUNHA (2017). O que é que as alterações climáticas fizeram a Portugal? PÚBLICO Comunicação Social SA . Publicação online. Consultado em: Outubro 29, 2017 em https://www.publico.pt/2017/06/02/ciencia/noticia/o-que-e-que-as-alteracoes-climaticas-fizeram-a-portugal-1774291

711 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo