Sampaio, Gonçalo

Biografia de Gonçalo Sampaio: Gonçalo Sampaio nasceu a 29 de março de 1865 na freguesia de S. Gens de Calvos, no conselho de Povoa do Lenhoso…

Biografia de Gonçalo Sampaio

Gonçalo Sampaio nasceu a 29 de março de 1865 na freguesia de S. Gens de Calvos, no conselho de Povoa do Lenhoso. De seu nome Gonçalo António da Silva Ferreira Sampaio, foi um professor universitário e um naturalista botânico de renome em Portugal, foi ainda um notável estudioso da música e do folclore português.

Filho de D. Libânia da Conceição Ferreira Sampaio e do Padre Gonçalo António da Silva, as suas origens eram humildes tendo recebido ajuda da família e de amigos para poder estudar. Tinha como objetivo tornar-se professor primário, por esse motivo inscreveu-se na Escola Normal do Porto em 1885, no entanto, acaba por desistir e volta a Braga para concluir os seus estudos no liceu de Braga.

Inicia os seus estudos superiores no curso de Matemática na Universidade de Coimbra, no entanto, não chega a concluí-lo. Inscreveu-se na Academia Politécnica do Porto onde estudou Química Mineral, Zoologia e Botânica, novamente não concluindo os estudos. No entanto, demonstrou aptidões para o estudo das plantas, tendo organizado o herbário da Academia, a pedido do professor de Botânica. A 30 de novembro de 1918 foi-lhe concedido o grau de Doutor em Ciências Histórico-Naturais devido aos seus contributos na área. Nas suas obras encontram-se grandes contributos para o estudo da sistemática, assim como a descrição de diversas espécies.

Foi nomeado adjunto de Botânica (1901), no ano seguinte ficou responsável pelos trabalhos dos alunos em Botânica (1902) e mais tarde tornou-se professor catedrático na Universidade do Porto (1912), posteriormente tornou-se diretor do Gabinete de Botânica dessa Universidade. Naturalista na área de Botânica dedicou-se particularmente à nomenclatura das plantas vasculares e dos líquenes, tendo apresentado alguns princípios diferentes dos defendidos pelo Código Internacional de Nomenclatura Botânica. Em 1910, representou Portugal no Congresso Internacional de Botânica, em Bruxelas. Introduziu a prática da histologia no ensino da Botânica.

Entre as suas obras constam: “Flora de Portugal”, “Estudo sobre a flora nos arredores do Porto” (1900), “Estudos Botânicos” (1912), “ Um passeio botânico ao Torrão” (1901), “Observações sobre algumas plantas” (1921) e “Manual de Flora Portuguesa” (1909-1914). Muitas das suas obras podem ser encontradas nas bibliotecas universitárias por todo o pais assim como em Espanha.

Devido à sua ideologia politica, Sampaio era monárquico convicto apesar de inicialmente ter aderido à causa republicana, foi obrigado a exilar-se em Espanha durante um ano, tendo posteriormente retornado a Portugal e reassumido as suas funções na Universidade do Porto. Após o assassinato de Sidónio Pais, foi preso durante vários meses sob a acusação de apoiar o Batalhão académico do Porto que tinha tomado o controlo da cidade.

A música popular e o folclore foram uma fonte de investigação para Gonçalo Sampaio, tendo mesmo publicado um Cancioneiro Minhoto com mais de 200 canções tradicionais portuguesas. As suas pesquisas sobre folclore tiveram um papel importantíssimo, pois recolheu muitas danças e cantares tradicionais da região do Baixo Minho. Em 1936 formou um grupo de folclore, que posteriormente veio a receber o seu nome, um dos principais objetivos do grupo era recolher e divulgar as tradições portuguesas.

Morreu na cidade do Porto a 28 de julho de 1937.

423 Visualizações 1 Total

References:

423 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo