Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Reprodução Sexuada

Definição e caracterização de Reprodução Sexuada, uma estratégia reprodutiva caracterizada pela fusão de duas células sexuais haplóides ou gâmetas…

Conceito de Reprodução Sexuada

A reprodução sexuada é uma estratégia reprodutiva caracterizada pela fusão de duas células sexuais haplóides ou gâmetas para formação de um novo indivíduo diplóide, o ovo ou zigoto. A este fenómeno de fusão dos gâmetas é dada a designação da fecundação. Após a formação do zigoto, é iniciado um processo de proliferação celular (mitose) que dá origem ao crescimento e desenvolvimento de um novo ser.

A reprodução sexuada é um mecanismo bastante custoso do ponto de vista energético, mas é a estratégia reprodutiva dominante no ciclo de vida dos organismos pluricelulares. A reprodução não é, em si mesma, uma etapa necessária à sobrevivência do próprio indivíduo. É, no entanto, indispensável para a perpetuação da espécie a que o indivíduo pertence. Aliás, a actividade reprodutiva é a primeira a cessar sempre que as populações entram em períodos de escassez de recursos ou de stress.

Variabilidade genética

Dados os inúmeros benefícios energéticos e funcionais da reprodução assexuada, terá de haver uma grande vantagem na reprodução sexuada para que esta estratégia tenha sido favorecida ao longo da evolução dos organismos.

A principal vantagem da reprodução sexuada é que os processos intrínsecos pelas quais se desenvolve constituem importantes fontes de variabilidade genética no seio das populações e das espécies. Os processos de recombinação génica que ocorrem durante a formação dos gâmetas e durante a fecundação permitem a diversificação do material genético. Primeiro, durante a meiose que ocorre em cada indivíduo, os cromossomas homólogos emparelham e trocam segmentos do seu ADN (Ácido desoxirribonucleico) entre si, aumentando, assim, a diversidade genética entre cada gâmeta formado. Depois, durante a fecundação, a fusão dos gâmetas masculino e feminino constitui um aumento adicional da variabilidade genética, dado que, cada um dos organismos parentais contribui com o seu património genético e com um alelo para cada gene para a constituição do novo ser.

 

1232 Visualizações 1 Total

References:

  • Mark Jobling, Edward Hollox, Matthew Hurles, Toomas Kivisild, Chris Tyler-Smith. (2013) . Human Evolutionary Genetics. Garland Science.
  • Brusca, Richard C.  and Brusca, Gary J. (2002). Invertebrates. Sinauer Associates, 2ª Edição.
1232 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo