Pycnogonida, Classe

A Classe Pycnogonida é uma categoria taxonómica de animais que pertencem ao Filo Arthropoda, incluída no Sub-Filo Chelicerata. A classe é também conhecida como Pantopoda. São, atualmente, conhecidas cerca de mil espécies de pantópodes, que no léxico comum são conhecidos por aranhas do mar. São animais aquáticos, encontrados em todos os oceanos, nas mais variadas latitudes. Podem viver junto à orla costeira ou a grandes profundidades.

Estruturalmente, são animais pequenos, e de corpo estreito, que na sua média medem até dez milímetros, embora existam espécies que alcancem maiores tamanhos. A sua coloração é, normalmente, pardacenta, contudo extistem formas roxas, verdes e vermelhas. O protossomo é bastante segmentado, e o opistossomo é muito reduzido. A cabeça comporta quatro olhos na zona dorsal e na parte ventral está presente uma probóscide, característica dos predadores, onde se localiza a boca. Na zona posteiror da cabeça, encontra-se o tronco, com quatro segmentos, estando o primeiro fundido com a cabeça. O opistossomo encontra-se na zona posterior do tronco, que consiste num abdómen cónico e posicionado lateralmente. As duas quelíceras estão presas à base da probóscide, em algumas espécies estas estão ausentes. Para além destes apêndices, existem um par de palpos, um par de pernas ovígeras e quatro pares de pernas locomotoras. As quelíceras apresentam um tamanho reduzido, que está relacionado com o aumento da probóscide nestes animais. Os palpos são utilizados na alimentação e limpeza e desempenham ainda funções sensoriais. Cacterístico desta classe são os ovígeros que são utilizados na limpeza e no transporte de ovos por parte dos machos. Nas fêmeas estas estruturas podem estar ausentes. As pernas podem ser bastante longas em algumas espécies, que se prendem às extensões laterias dos segmentos do tronco. Algumas espécies têm cinco e seis pares de pernas, mas o comum é apresentarem quatro pares.

Os picnogonídeos são maioritariamente carnívoros, alimentando-se de hidróides, corais, anêmonas, poliquetas e esponjas. Algumas formas parasitas têm como hospedeiros vários moluscos. Poucas espécies alimentam-se de algas ou de microrganismos.

A boca contém três dentes, que apenas regulam o tamanho da abertura, a faringe é que atua como bomba que suga o alimenta e o mastiga, passando o alimento para um esófago curto que se abre no intestino. O material egestado é expelido pelo ânus, localizado na extremidade do abdómen.

A nível circulatório existe um coração e um hemocélio, sendo este sistema rudimentar, não existindo órgãos especializados para as trocas gasosas. A nível nervoso existe um cérebro e um cordão nervoso ventral.

São animais dióicos. As gónadas estão localizadas no tronco, acima do intestino e apenas existe uma. Os canais da gónada ramificam-se pelas pernas e existem inúmeras aberturas reprodutivas, uma característica que não está presente em outros artrópodes. O macho, durante o acasalamento, pendura-se por baixo da fêmea e os ovos são fertilizados à medida que são emitidos por esta. A larva que eclode é designada de protoninfo e apresenta apenas três pares de apêndices, que são as quelíceras, os palpos e as pernas ovígeras. É notória uma probóscide reduzida e os segmentos do tronco estão ausentes. A larva pode abandonar a perna ovígera do macho, ou permanecer nesta, dependendo da espécie. Sucessivas mudas e a adição de novos apêndices transformam a larva num picnogonídeo jovem.

Estes animais estão incluídos no Sub-Filo Chelicerata devido à presença de quelíceras, à estrutura do cérebro e dos órgãos sensoriais, contudo a presença de múltipas aberturas reprodutoras, das pernas ovígeras e pares de pernas adicionais em algumas espécies são características que não existem em outros animais deste filo, sendo que o seu relacionamento com os merostomados e os aracnídeos não esta bastante claro. Tal fato leva alguns taxonomistas a considerar esta classe como uma super classe à parte dos outros dois grupos.

A classe apresenta apenas uma única ordem: a Ordem Pantopada. Vários autores consideram as seguintes famílias de pantópodes: Ammotheidae, Austrodecidae, Callipallenidae, Nymphonidae, Phoxichilidiidae, Pycnogonida, Rhynchothoracidae e Endeididae.

1751 Visualizações 1 Total
1751 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter