Organelo

Os organelos ou organitos são estruturas subcelulares especializadas que compõem as células eucariotas…

Os organelos ou organitos são estruturas subcelulares especializadas que compõem as células eucariotas, isto é, das células nucleadas que constituem os animais, plantas, fungos e alguns microrganismos.

A maioria dos organelos são delimitados por uma membrana como é o caso da própria membrana plasmática, o núcleo da célula, o retículo endoplasmático, o complexo de Golgi, os vacúolos, os perixossomas, as mitocôndrias e os cloroplastos. Já outros organelos não estão envolvidos por qualquer membrana, como, por exemplo, os ribossomas livres do citosol e os centríolos.

O núcleo da célula

O núcleo é a estrutura mais proeminente das células e mede, em média, 5 µm de diâmetro e é de forma esférica ou oval.

O núcleo armazena o material hereditário, o DNA. Esta molécula está associada a proteínas formando estruturas chamadas cromossomas. Em células em não divisão, os cromossomas aparecem alongados, formando uma rede difusa chamada cromatina. Já em células que se encontram m divisão, os cromossomas ficam compactos e são visíveis em microscopia ótica.

No núcleo também é observável o nucléolo que consiste numa matriz fibrosa e complexos de DNA e proteínas.

O núcleo esta envolvido por um envelope nuclear constituído por duas membranas. Entre elas existem poros nucleares formados por proteínas que permitem a comunicação entre o nucleoplasma e o citoplasma.

Os organelos no citoplasma

A parte da célula entre o núcleo e a membrana plasmática chama-se citoplasma. Diversos organelos estão suspensos entre o fluido que compõe o citoplasma e que se chama de citosol. Assim, o termo citoplasma inclui o citosol mais todos os organelos exceto o núcleo.

Retículo endoplasmático

O retículo endoplasmático é formado por uma rede de membranas internas. O retículo endoplasmático se divide em duas regiões distintas:

a) O Retículo endoplasmático liso – aonde são sintetizados predominantemente lípidos como por exemplo fosfolípidos, colesterol e compostos derivados;

b) O retículo endoplasmático rugoso – aonde são sintetizadas predominantemente proteínas.

A diferença morfológica e funcional deste organelo se deve fundamentalmente à ausência ou presença de ribossomas.

Ribossomas

Os ribossomas podem aparecer livres no citosol ou acoplados ao retículo endoplasmático rugosos. São constituídos por uma parte proteica e por RNA e fazem a síntese de novas proteínas através da tradução dos RNA mensageiros.

Complexo de Golgi

O complexo de Golgi consiste numa pilha de sacos membranares achatados chamados cisternas e está dividido em três áreas:

a) Cis, mais perto do núcleo;

b) A região média;

c) Trans, mais próximo da membrana plasmática.

O complexo de Golgi processa, reparte e modifica proteínas.

Lisossomas

Os lisossomas são formados por pequenos sacos contendo enzimas digestivas e estão dispersos pelo citoplasma das células animais. Apresentam um pH ácido adequado para o funcionamento das enzimas.

Vacúolos

Muitas das funções despenhadas pelos lisossomas nas células animais são levadas a cabo nas células vegetais e fúngicas por um único e grande saco delimitado por uma membrana chamado de vacúolo.

Na verdade, numa célula vegetal imatura existem numerosos vacúolos pequenos que, mais tarde, com a acumulação de água, eles vão coalescer formando um grande vacúolo central.

Peroxissomas

Os peroxissomas são pequenos organelos delimitados por uma membrana e têm como função principal degradar ácidos gordos e aminoácidos. O peróxido de hidrogénio (H2O2) é um subproduto destas reações e é tóxico. No entanto, estes organelos contêm a enzima catalase que neutraliza o excesso de H2O2.

Glioxissomas

Os glioxissomas são semelhantes aos peroxissomas e são encontrados nas sementes de plantas e têm a função de converter lípidos em açúcares.

Mitocôndrias

As mitocôndrias são organelos presentes em todas as células eucariotas e são o local onde se processa a respiração celular aeróbica com o objetivo de produzir a molécula energética ATP. As mitocôndrias estão envolvidas por uma membrana dupla, sendo que a membrana interna forma umas invaginações chamadas cristas.

Plastídeos

Os plastídeos são organelos presentes nas células vegetais e derivam de proplastídeos que se desenvolvem numa forma especializada:

a) Os cloroplastos – onde se processa a fotossíntese;

b) Os cromoplastos que acumulam carotenoides, pigmentos que conferem cor a flores e frutos;

c) Os amiloplastos que acumulam amido em células de sementes, raízes e tubérculos.

Centríolos

É um organelo que ajuda a organizar os microtúbulos durante a divisão celular nas células animais e protista (ausentes nas plantas).

A membrana plasmática

A membrana plasmática delimita a célula e forma uma barreira semipermeável. É constituída por uma bicamada fosfolipídica fluida e acoplada a algumas proteínas.

A membrana plasmática recebe informação sobre alterações no meio extracelular, regula a passagem de materiais para dentro bem como para fora da célula e comunica com outras células.

883 Visualizações 2 Total

References:

  • Purves, W.K., Orians, G.H., Heller, H.C., Sadava, D. (1998). Life, the science of Biology. Massachusetts: Sinauer Associates, Inc.
883 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter