Morus bassanus (Ganso-patola)

O Ganso-patola (Morus bassanus) é uma ave pertencente à ordem dos Suliformes. Os casais mantém-se juntos por diversas épocas de acasalamento ou mesmo durante toda a vida.

 

Morus bassanus (Ganso-patola)
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Animalia Chordata Aves Suliformes Sulidae Morus M. bassanus

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Dieta Predação  Longevidade
Nas 2 costas Atlânticas e Noruega. Reproduz-se em França, Reino Unido, Irlanda, Islândia, Noruega e Canadá. Pouco preocupante Mar e arribas Peixe Ovos predados por gaivotas, corvos, raposas e arminhos. 21 anos

 

Características Físicas
Anatómicas Coroa amarela. O adulto é branco com extremidade das asas e patas pretas. Cauda pontiaguda. Bico grosso e cinza.
Dimorfismo Sexual Inexistente.
Tamanho 86-96 cm
Peso 2.5-3.6 kg.

 

O Ganso-patola (Morus bassanus), anteriormente designado por Sula bassana, é uma ave pertencente à ordem dos Suliformes. É a maior ave marinha que ocorre em território português. De cor preta e branca, asas compridas e afiladas com as extremidades pretas. Os adultos são brancos e exibem uma mancha amarela na cabeça. Os juvenis são castanhos e tornam-se progressivamente mais claros à medida que amadurecem. O período até atingirem o estado adulto tem a duração de 4 anos. São animais coloniais e as suas populações podem mesmo chegar a atingir milhares de indivíduos. A vocalização é composta por roncos e grasnados.

Comportamento de voo

Esta ave efectua um voo raso sobre as águas e diversos batimentos das asas antes de levantar voo. Mergulha na água para pescar, muitas vezes a partir de altitudes elevadas. Podemos vê-la pousar tanto na água como no solo. É uma ave migratória e pode ser observada ao largo da costa Mediterrânica durante a sua travessia.

Comportamento reprodutivo

Os Gansos-patolas formam casais monogâmicos, ou seja, o mesmo casal mantém-se junto por diversas épocas de acasalamento, ou mesmo durante toda a vida. Constroem os seus ninhos com um amontoado de algas marinhas e efectuam uma postura por ano entre os meses de Abril a Junho. Colocam apenas um ovo de cor branca e o período de incubação é de 43-45 dias. As crias nascem cobertas de penugem e requerem muitos cuidados parentais. Efectuam o seu primeiro voo às 14 semanas.

1293 Visualizações 1 Total

References:

  • van Nus, T. M. C., & Moreira, P. L. (2015). Survey of beached birds and mammals: São Jacinto-Torreira (Portugal).
  • Stauss, C., Bearhop, S., Bodey, T. W., Garthe, S., Gunn, C., Grecian, W. J., … & Phillips, R. A. (2012). Sex-specific foraging behaviour in northern gannets Morus bassanus: incidence and implications. Marine Ecology Progress Series,457, 151-162.
  • Gooders, John. (2003). Guia de campo das aves de Portugal e da Europa. Temas e debates, 4ª Edição.
  • Bruun, Bertel. (1993). Aves de Portugal e Europa. FAPAS.
  • BirdLife International. 2012. Morus bassanus. The IUCN Red List of Threatened Species 2012: e.T22696657A40292254. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2012-1.RLTS.T22696657A40292254.en. Downloaded on 11 December 2015.
1293 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.