Microtúbulos

Conceito de Microtúbulos

Os microtúbulos são fibras cilíndricas e ocas constituídas por subunidades de uma proteína designada por tubulina. Os microtúbulos são um dos componentes principais do citosqueleto e são encontrados nos fusos mitotóticos, nos cílios, nos flagelos, nos centríolos e nos corpos basais.

Os microtúbulos são os filamentos mais espessos do citosqueleto, medindo cerca de 25 nm de diâmetro. Para além de desempenharem um papel estrutural no citosqueleto da célula, são estruturas extremamente adaptáveis que estão envolvidas no movimento dos cromossomas durante a divisão celular. Os microtúbulos também servem como pistas para vários outros tipos de movimento intracelular e são o principal componente dos cílios e flagelos, duas estruturas especializadas nalguns movimentos celulares.

Os microtúbulos são constituídos por 2 proteínas semelhantes: a α-tubulina e a β-tubulina. Estas proteínas combinam-se e formam um dímero e um microtúbulo é alongado, isto é, polimerizado pela adição de dímeros de tubulina. Um microtúbulo também é desmontado, isto é, despolimerizado pela remoção de dímeros de tubulina que são reciclados para formar novos microtúbulos. Cada microtúbulo tem polaridade e as suas extremidades são referidas como “mais” ou “menos”, sendo que a extremidade mais é a que se polimeriza mais rapidamente.

Aos microtúbulos estão associadas proteínas motoras que utilizam a energia fornecida pelas moléculas de ATP para produzir movimento. Uma das proteínas motoras é chamada quinesina e move organelos em direcção à extremidade mais do microtúbulo. Já a dineína, outra proteína motora, transporta organelos na direcção oposta, ou seja, na direcção da extremidade menos do microtúbulo.

Para que os microtúbulos possam desempenhar o seu papel estrutural ou participar no movimento celular, eles têm de estar ancorados a outras partes da célula. Em células que não estão em divisão celular, a extremidade menos dos microtúbulos parece estar ancorada em estruturas chamadas de centros organizadores de microtúbulos (MTOC). Nas células animais, o principal MTOC é chamado de centrossoma e está dividido em dois centríolos posicionados em ângulos retos entre si. Os centríolos são estruturas organizadas num arranjo 9 x 3 e isto significa que os centríolos são compostos por nove tripletos de microtúbulos, ou seja, nove conjuntos de 3 microtúbulos associados entre si.

Nos cílios e nos flagelos, os microtúbulos estão organizados em nove pares de microtúbulos dispostos num círculo que rodeia dois microtúbulos desemparelhados no centro. Este tipo de organização é referida como arranjo 9 + 2 e é característico de todos os cílios e flagelos dos eucariotas. Cada cílio ou flagelo está ancorado à célula por um corpo basal que, à semelhança dos centríolos, tem também os microtúbulos organizados num arranjo 9 x 3.

2632 Visualizações 1 Total
2632 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter