Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

Microrganismo

Conceito de Microrganismo: Um microrganismo é uma entidade biológica de tamanho microscópico constituída por uma única célula ou um pequeno agregado…

Um microrganismo é uma entidade biológica de tamanho microscópico constituída por uma única célula ou um pequeno agregado de células. Este conceito também pode incluir os vírus, entidades não celulares.

Os microrganismos são o objeto de estudo da microbiologia.

Os microrganismos diferem das células dos microrganismos: enquanto as células que compõem os seres macroscópicos, tais como os animais e as plantas, são incapazes de sobreviverem isoladamente, pelo contrário, vivem integradas em estruturas multicelular organizadas em tecidos, órgãos e sistemas de órgãos; já a maioria dos microrganismos, constituídos por células individuais, conseguem desenvolver todos os processos biológicos como o crescimento, a geração de energia e a reprodução independentemente de outras células.

Os microrganismos são constituídos por células

Com a exceção dos vírus, todos os microrganismos são constituídos por células.

As células são as unidades fundamentais da vida. Cada célula é limitada por uma membrana plasmática que forma uma barreira semi-permeável com o meio circundante.

As células são estruturas altamente organizadas e são constituídas por quatro componentes químicos principais: as proteínas, os lípidos, os glúcidos e os ácidos nucleicos.

Todas as células apresentam atividade metabólica, isto é, reações bioquímicas em que novos constituintes são produzidos ou em que compostos químicos são degradados. Estas reações são catalizadas por enzimas, a maiorias das quais são proteínas.

 Os microrganismos exibem dois tipos fundamentais de células

A análise da estrutura interna das células dos microrganismos revela que seguem dois padrões:

  1. células eucariotas como um núcleo bem definido, delimitado por um invólucro membranar que encerra o material genético. É o tipo de célula que apresentam os microrganismos como os fungos, as algas e os protistas. Os animais e as plantas também são constituídos por este tipo de células.
  2. Células procariotas de menor dimensão e de uma estrutura interna mais simples. O tipo de microrganismos deste tipo celular são as bactérias e as Archeas. Estas últimas são parecidas com as bactérias mas vivem em ambientes extremos.

Os vírus necessitam de células hospedeiras para se reproduzirem

Os vírus não são constituídos por células. Em vez disso, têm uma estrutura muito mais simples que consiste num ácido nucleico, DNA ou RNA, delimitado por uma cápsula proteica.

Fora das células, os vírus são matéria inerte, mas quando infectam uma célula hospedeira “ganham vida”. Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios. Os vírus necessitam da maquinaria celular para poderem se reproduzir.

Tamanho dos microrganismos

Os microrganismos são pequenos mas, mesmo assim, o seu tamanho varia bastante.

A maioria das células eucariotas varia entre 10 a 30 µm de diâmetro.

Já a maioria das células procariotas, em geral, células em forma de bastonete, o comprimento varia entre 1 a 5 µm.

Os vírus tem dimensões inferiores a 0,1 µm.

Alguns microrganismos provocam doenças

Os microrganismos capazes de provocarem doenças são chamados de patogénicos e as doenças resultantes são ditas infecciosas.

As doenças infecciosas eram, até ao início do século XX, a principal causa de morte em todo o mundo. Atualmente, pelo menos nos países desenvolvidos, estas doenças são menos fatais. Graças ao uso de antibióticos, melhorias nos hábitos de higiene e práticas de saúde pública, as doenças infecciosas são mais fáceis de controlar.

No entanto, doenças causadas por vírus e por bactérias multi-resistentes são desafios na medicina de hoje em dia.

Alguns microrganismos apresentam grande utilidade e importância

Alguns microrganismos têm um impacto positivo. Por exemplo, os alimentos fermentados como o iogurte, o queijo e as bebidas alcoólicas devem a sua existência à presença de microrganismos fermentativos.

Graças a outros microrganismos fermentativos, os animais ruminantes como a vaca podem alimentar-se de alimentos ricos em celulose. Graças a bactérias fixadoras de azoto, as leguminosas dispensam fertilizantes.

Graças à biorremediação microbiana em que microrganismos degradam poluentes, evita-se a contaminação dos solos ou promove-se a recuperação destes.

As cianobactérias alteraram a atmosfera terrestre com a produção de oxigénio, quase inexistente antes.

2046 Visualizações 1 Total

References:

  • Madigan, M. T., & Brock, T. D. (2012). Brock Biology of Microorganisms. San Francisco, CA: Pearson.
2046 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo