Microfilamentos

Conceito de Microfilamentos

Os microfilamentos ou filamentos de actina são polímeros fibrosos que fazem parte do citosqueleto e são compostos por subunidades proteicas designadas por actina. Estas fibras flexíveis medem cerca de 7 nm de diâmetro. Os microfilamentos estão ligados a outros microfilamentos e outras proteínas, formando feixes fibrosos que fornecem o apoio mecânico a várias estruturas celulares.

Em muitas células, uma rede de microfilamentos é visível na zona adjacente do interior da membrana plasmática chamada córtex celular. Os microfilamentos dão ao córtex celular uma consistência mais gelatinosa comparativamente ao estado mais fluido do citosol mais adentro da célula. Os microfilamentos no córtex celular ajudam na determinação da forma da célula e são também importantes nos movimentos celulares.

Os microfilamentos não conseguem contrair-se por si mesmos, mas podem gerar movimento pela rápida polimerização e despolimerização dos monómeros de actina. Nas células musculares, os microfilamentos estão associados com filamentos compostos por outra proteína, a miosina. O ATP ligado à miosina fornece energia para a contracção muscular. Quando o ATP é hidrolisado a ADP, a miosina liga-se à actina e produz um deslizamento do microfilamento. Quando milhares de filamentos de actina se deslizam desta maneira, a célula muscular se contrai.

Em células não musculares, a actina também associada à miosina forma uma estrutura contráctil envolvida em vários movimentos celulares. Por exemplo, na divisão de células animais, a contracção de um anel de actina associado com a miosina comprime a célula, formando duas células filhas.

Algumas células alteram a sua forma rapidamente em resposta a mudanças do ambiente exterior. As amebas, os glóbulos brancos do sangue e algumas células cancerígenas estão entre os muitos tipos de células capazes de se arrastarem ao longo de uma superfície, um processo que inclui alterações na forma da célula. Estas alterações dependem da polimerização dos microfilamentos e também dos microtúbulos. Os filamentos de actina empurram a membrana plasmática, formando projecções preenchidas de citoplasma chamadas de pseudópodes, ou seja, “pés falsos”. São os pseudópodes que aderem às superfícies e as contracções dos microfilamentos no extremo oposto da célula força o citoplasma a deslocar-se na direcção do movimento.

Alguns tipos de células possuem microvilosidades que são projecções da membrana plasmática que aumentam a área da célula para o transporte de materiais através da membrana plasmática. Compostas por feixes de microfilamentos, as microvilosidades estendem-se ou retraem-se à medida que os microfilamentos se polimerizam ou se despolimerizam.

4803 Visualizações 13 Total
4803 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter