Marsupial

Um marsupial é um mamífero que dá à luz pequenos juvenis que completam o seu desenvolvimento dentro de uma bolsa – o marsúpio. Esta bolsa dá o nome a este grupo. Contrariamente aos mamíferos placentários, como os humanos, que dão à luz crias completamente desenvolvidas, as crias dos marsupiais nascem com um desenvolvimento incompleto. No entanto, tal como os placentários, os marsupiais alimentam-se do leite materno nas primeiras etapas da vida. Aliás, esta é uma característica comum a todos os mamíferos.

 

Dos mamíferos que põem ovos aos marsupiais

Os mamíferos ancestrais punham ovos, tal como os monotrématos (ornitorrinco) que ainda hoje podemos encontrar. Porém, no decurso de cerca de 130 milhões de anos de evolução, os mamíferos desenvolveram diferentes estratégias reprodutivas. O desenvolvimento dos juvenis deixou de se completar dentro de um ovo e passou a ocorrer no interior do corpo materno.

Nos mamíferos placentários, os juvenis passam um período de tempo maior dentro do corpo da mãe e, através da placenta, recebem todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento.

Nos mamíferos marsupiais, as crias passam menos tempo no interior do corpo materno, já que, nascem num estado embrionário muito precoce e acabam o seu desenvolvimento protegidos por uma bolsa ou prega de pele (marsúpio) dentro da qual se alimentam por amamentação.

 

Marsúpio – protecção e alimentação

Quando as crias nascem, deixam o interior do corpo materno para se prender a um mamilo, completando assim o seu desenvolvimento. Nos cangurus, por exemplo, a cria escala o corpo da mãe até à bolsa marsupial, ficando aí protegida. Em seguida, acaba de se desenvolver no marsúpio, alimentando-se através do mamilo. Na realidade, neste grupo de animais, o período de lactação é bastante mais amplo que o período de gestação.

A cria poderá continuar a ser amamentada no marsúpio mesmo depois de já ter atingido a autonomia suficiente para o largar. Nesta fase, é comum podermos observar as crias saírem e entrarem da bolsa marsupial.

 

Os marsupiais australianos

Os marsupiais podem ser, actualmente, encontrados no continente americano e na Austrália. As pradarias e florestas australianas constituem o habitat de muitas espécies de mamíferos marsupiais.

O principal grupo de mamíferos herbívoros indígena destas regiões é o do canguru. Descendem de animais de pequeno porte que se alimentavam de plantas. Estes pequenos animais são também ancestrais do grupo do rato-canguru, um grupo de mamíferos marsupiais que pode ser encontrado em florestas e desertos australianos, e que possui algumas espécies em risco de extinção.

Os cangurus ancestrais eram animais que apresentavam um porte bastante pequeno e se escondiam facilmente na manta morta (camada do solo formada por deposição de matéria orgânica em decomposição) quando aparecia um predador ou algum factor de perigo. Quando este animais colonizaram a pradaria, um habitat mais aberto e, portanto, com maiores riscos para a sobrevivência individual, os cangurus passaram a organizar-se em grupos em busca de protecção.

Neste habitat, os cangurus tornaram-se maiores, com patas traseiras mais longas e a cauda desenvolveu-se, adaptando-se à necessidade do animal efectuar corridas de alta velocidade.

Outros mamíferos marsupiais, os ratos-marsupiais, representam o grupo de marsupiais carnívoros mais abundante que podemos encontrar nas pradarias australianas. Contrariamente ao ratos verdadeiros que são herbívoros, os ratos-marsupiais  caçam e alimentam-se de diversos tipos de animais. Possuem, assim, uma dieta variada  e que pode ser constituída por insectos, lagartos ou ratos.

 

Referências bibliográficas

Linzey, A.V. & NatureServe (Hammerson, G. & Williams, D.F.) 2008. Dipodomys nitratoides. The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2015.2. <www.iucnredlist.org>. Downloaded on 03 September 2015.

Kardong, Kenneth. (2006). Vertebrates – Comparative Anatomy, Function, Evolution. 4th Edition. McGraw-Hill.

 

1077 Visualizações 1 Total
1077 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.