Lineu, Carl

Biografia de Carl Lineu: Carl Lineu (Carl von Linné ou Carolus Lineaeus) foi um botânico, zoólogo e médico sueco. Nascido em Ráshutl, sul da Suécia…

Biografia de Carl Lineu

Carl Lineu (Carl von Linné ou Carolus Lineaeus) foi um botânico, zoólogo e médico sueco. Nascido em Ráshutl, sul da Suécia, a 23 de maio de 1707, acaba por morrer em Upsala, a 10 de janeiro de 1778. Lineu casou, com a filha de um médico, Sara Lisa Moraea, em 1739, com quem teve sete filhos dos quais apenas cinco sobreviveram até à vida adulta.

Filho mais velho de um pastor luterano que se dedicava à jardinagem e era também botânico amador. Este gosto pela botânica parece ter sido passado para o filho (Lineu) que desde muito novo demonstrou um enorme gosta pela botânica e pela nomenclatura. Fascinado pela flora, visitou diversos países, nos quais estudou e descreveu a flora que encontrou, entre esses países contam-se a Noruega (1731), Holanda (1735), Inglaterra (1737) e a França.

Em 1727, entrou para a Universidade Lund onde estudou Medicina, não tendo seguido o caminho do pai na vida religiosa, como era esperado pela família, no entanto, era uma pessoa muito religiosa. Um ano mais tarde transferiu-se para a Universidade de Upsala, onde foi deixando para trás a Medicina e centrou-se em colecionar e descrever plantas. Tornou-se professor adjunto em 1730 graças a um estudo sobre os órgãos reprodutores das plantas. Na Universidade de Harderwijk, obteve o grau de Doutor em Medicina, pelo seu trabalho sobre a malária. Foi nomeado Catedrático em Medicina pela Universidade de Upsala, em 1742, no entanto, mais tarde prefere ocupar a cadeira de Botânica.

Após as suas viagens, Lineu publica a sua primeira obra “Systema Naturae”, em 1735, onde está contido um rascunho do seu sistema de classificação dos seres vivos, que foi sendo alterado e melhorado durante a sua vida e muito depois da sua morte. Ao longo dos anos seguintes, foi se correspondendo com outros botânicos e desenvolveu ainda mais o seu sistema de classificação que veio a publicar na sua obra “Genera Plantarum” (1737).

O seu trabalho em sistemática foi desenvolvido ao longo dos anos tornando-se num trabalho em múltiplos volumes que foram sendo publicados à medida que eram terminados. Lineu publicou cerca de setenta livros e mais de trezentos artigos científicos. As obras de Lineu foram escritas em latim, língua usada para escrever em ciências, facilitando assim a partilha dos conhecimentos entre os cientistas da época. Os seus livros de campo eram escritos em sueco.

Lineu teve a possibilidade de organizar o jardim da Universidade de Upsala segundo a sua classificação e conseguiu influenciar uma geração de estudantes, quando lecionou nessa Universidade. Os seus alunos contribuíram muito para o conhecimento da Botânica e da Zoologia ao enviarem diversos espécimes de todas as partes do mundo para o seu mestre.

Considerado o pai da taxonomia, foi responsável pela criação do sistema de classificação binaria (1753) após o estudo de comparação das estruturas reprodutivas de animais e plantas. Descreveu e nomeou milhares de espécies, com base na nomenclatura binomial. O seu sistema de classificação ainda hoje serve de referência no estudo da Botânica e da Zoologia, apesar de ter sofrido algumas alterações com o avanço dos conhecimentos científicos.

Contribuiu para a criação da Academia Real das Ciências da Suécia, sendo um dos seus fundadores. Possui-a também alguns dotes literários sendo reconhecido entre os autores da sua época. Recebeu o título de nobreza pelos seus contributos para a ciência, em 1761.

Apesar de tudo aquilo que consegui alcançar em vida, os últimos anos foram de depressão e pessimismo, causados por diversos problemas de saúde como febre, ciática e três tromboses, sendo que as duas primeiras afetaram o seu lado direito, deixando-o paralisado, além de lhe ter afetado a memória, acabou por morrer da terceira trombose, a 10 de janeiro de 1778. Foi sepultado em Uppsala, onde viveu grande parte da sua vida.

Ao longo da sua vida profissional foi também médico de alguns membros da família real sueca. Em 1778, após a sua morte, foi fundada a Linnaean Society com o intuito de continuar com o trabalho de Lineu.

2165 Visualizações 1 Total
2165 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter