Kinetoplastida

Definição de Kinetoplastida. Caracterização dos organismos pertencentes a este grupo.

As espécies pertencentes ao grupo dos Kinetoplastida são Protistas que incluem dois grandes subgrupos: os bodonidos e os tripanossomas. Os bodonidos são organismos que vivem de forma livre em ambientes marinhos ou dulçaquícolas ricos em matéria orgânica. Possuem um requisito de níveis de oxigénio muito específico e, por essa razão, colonizam uma determinada faixa nas superfícies das águas. Os tripanossomas, por seu turno, são organismos exclusivamente parasitas e ocorrem no trato digestivo de invertebrados, no sangue de vertebrados e nos vasos de floema de algumas espécies vegetais.

Os Kinetoplastida são conhecidos por causarem doenças em humanos e em animais domésticos. Espécies como as que pertencem ao género Leishmania provocam uma série de distúrbios designados por ‘leishmanioses’, como infecções viscerais, erupções cutâneas e outras infecções da pele e das mucosas. Os tripanossomas causam doenças graves, como o Trypanosoma brucei, agente da ‘Nagana’ que afecta humanos e gado, ou os T. gambiense e T. rhodesiense, que provocam a ‘Doença do sono’ em humanos.

Características gerais dos Kinetoplastida

Os Kinetoplastida possuem uma única mitocôndria de forma alongada com cristas discóides. A forma das cristas pode sofrer modificações ao longo do ciclo de vida. O seu ADN mitocondrial é conspícuo e reconhece-se facilmente em técnicas de microscopia óptica por adoptar uma coloração escura. Este ADN organiza-se em agregados, uma formação que se designa por ‘cinetoplasto’ ou ‘kinetoplasto’, e que dá o nome a este grupo. A célula possui um núcleo vesicular e um nucléolo evidente. A divisão nuclear ocorre por pleuromitose intranuclear sem existência de centríolos, tal como acontece nos organismos pertencentes aos Euglenida. Há já alguma organização de um fuso mitótico.

A forma da célula é mantida através de uma película composta por microtúbulos que se situam abaixo da membrana citoplasmática. Geralmente, os Kinetoplastida possuem dois flagelos para a locomoção.

A reprodução nestes organismos é assexuada por fissão binária ao longo do eixo longitudinal (divisão simetrogénica). Não está reportada neste grupo a ocorrência de reprodução sexuada ou de meiose. Dado que estes organismos não são fotossintéticos, não exibem plastídios nem armazenam hidratos de carbono como reserva energética.

2021 Visualizações 4 Total

References:

  • Keller, A. A., Breitling, R., Hemmerich, P., Kappe, K., Braun, M., Wittig, B., … & Reissmann, S. (2014). Transduction of Proteins into Leishmania Tarentolae by Formation of Non‐Covalent Complexes With Cell‐Penetrating Peptides.Journal of cellular biochemistry, 115(2), 243-252.
  • Brusca, Richard C.  and Brusca, Gary J. (2002). Invertebrates. Sinauer Associates, 2ª Edição.
2021 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo