Ericaceae, Família

Descrição da família Ericaceae, as suas principais características, os locais onde podem ser encontradas, assim como algumas das suas utilizações…

Descrição da Família Ericaceae

azálea

 

Ericaceae
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
 Plantae Magnoliophyta Magnoliopsida Ericales Ericaceae

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
 cosmopolita  –  ambientes ácidos com luminosidade  solos com poucos nutrientes perene

 

Características Físicas
Anatómicas porte arbóreo, arbustivo, herbáceo, lianas e epifítas
Tamanho  varia com a espécie
 podem tornar-se invasoras

 

Ericaceae corresponde a uma família de angiospérmicas, sendo uma das maiores famílias da ordem Ericales, que pertence à classe Magnoliopsida. Esta família é um exemplo de uma eudicotiledónea basal, e reúne cerca de 120 géneros, com cerca de 4000 espécies.

A família Ericaceae sofreu uma reorganização devido às análises moleculares, estando organizada segundo o sistema APG II, apesar de ainda existir alguma controvérsia quanto à sua distribuição. O seu maior género é o Rhododendron, caracterizado pelos rododendros e as azáleas. Outros exemplos de espécies desta família são o medronheiro e o mirtilo.

Principais características:

Esta família apresenta espécies com todos os tipos de porte, desde árvores, a arbustos, herbáceas, lianas e mesmo epifítas, sendo que as suas dimensões variam consoante a espécie e o ambiente em que se encontram.

As suas raízes possuem uma relação com fungos, que favorece o seu desenvolvimento ao facilitar a obtenção de nutrientes, no entanto, as hifas dos fungos não estão ligadas às células destas raízes.

Apesar da grande maioria das espécies desta família possuírem clorofila, existem algumas espécies que não apresentam estes organelos encontrando-se quase completamente dependentes dos fungos para se alimentar.

As folhas desta família são geralmente persistentes e apresentam características xerófitas, devido à sua presença em ambientes com baixa quantidade de água. Em alguns casos as folhas são de pequenas dimensões, enquanto outras são bastante grossas, podendo apresentar uma textura coriácea. Estas folhas simples encontram-se distribuídas de forma alterna ou oposta.

As flores desta família são hermafroditas com uma corola grande e colorida, atraindo uma grande diversidade de insectos polinizadores, que auxiliam na sua reprodução. Estas flores podem surgir em inflorescências, com uma disposição de umbela ou em cachos terminais. A polinização pode ainda ser realizada por aves ou morcegos, dependendo do local onde se encontra o espécime ou mesmo com o auxílio do vento.

As cinco pétalas desta família encontram-se maioritariamente fundidas, formando uma corola com forma tubular, as suas cinco sépalas encontram-se livres, e o número de estames corresponde ao dobro do número de pétalas. O pólen encontra-se organizado em grupos de quatro grãos. O ovário pode ser súpero ou ínfero, sendo normalmente plurilocular, encontrando-se geralmente dividido em 5 partes.

Os frutos desta família são normalmente cápsulas, cujas sementes são dispersadas pelo vento, podendo também ser uma baga carnuda. Os frutos mais carnudos que podem ocorrer nesta família são dispersos com o auxílio de animais (mamíferos ou aves). A sua excelente capacidade adaptativa e de dispersão podem tornar, as espécies desta família, invasoras, quando em condições óptimas.

Distribuição e utilizações:

Esta família encontra-se muitas vezes em zonas de montanha nas regiões tropicais, assim como em alguns locais do Mediterrâneo, em climas temperados e nas regiões árcticas. As suas características e adaptabilidade tornam estas espécies em boas colonizadoras, sendo comum encontrar algumas espécies em carvalhais.

A família Ericacia é maioritariamente cosmopolita, no entanto, dão preferência a habitats ácidos, com elevada luminosidade, sem se encontrarem directamente expostos à luz solar, com um clima temperado e solos com pouco nutrientes.

Uma das suas principais utilizações é no paisagismo, visto caracterizar-se pela presença de grande flores com cores fortes e chamativas, o que permite a criação de belos jardins.

Algumas espécies da família Ericaceae são utilizadas para a produção frutícola, apesar da maior parte da produção surgir de produção selvagem. Os frutos, de certas espécies desta família, possuem elevada procura por parte dos consumidores, tendo por isso um elevado interesse económico. Além de consumidos ao natural, estes frutos podem também ser utilizados na produção de geleias, vinhos ou podem ser cozinhados com outros alimentos.

Certas substâncias (óleos) produzidas por algumas espécies são utilizadas na produção de cremes e outros produtos analgésicos. As espécies desta família são também utilizadas nas medicinas alternativas, no entanto, não existem provas cientificas de que estas exercerão realmente algum efeito terapêutico.

963 Visualizações 3 Total

References:

Ericales. (2016). Encyclopædia Britannica. Consultado em: Agosto 31, 2016, em https://www.britannica.com/plant/Ericales

Freedman, Bill (2008). “Heath Family (Ericaceae).” The Gale Encyclopedia of Science.  Encyclopedia.com. Consultado em: Agosto 31, 2016, em http://www.encyclopedia.com/article-1G2-2830101132/heath-family-ericaceae.html

Watson, L., and Dallwitz, M.J. 1992 onwards. The families of flowering plants: descriptions, illustrations, identification, and information retrieval. Consultado em: Agosto 31, 2016, em http://delta-intkey.com/angio/www/ericacea.htm

Cabral, Andressa, Romão, Gerson O., Roman, Sabrina A., & Neto, Luiz Menini. (2016). Ericaceae da Serra Negra, Minas Gerais, Brasil. Rodriguésia67(1), 225-236. Consultado em: Agosto 31, 2016, em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-78602016000100225

963 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo