Cadeias Alimentares

Conceito de Cadeias Alimentares: A cadeia alimentar ou cadeia trófica corresponde à ligação sequencial entre um grupo de seres vivos que se alimentam entre si…

Conceito de Cadeias Alimentares

A cadeia alimentar ou cadeia trófica corresponde à ligação sequencial entre um grupo de seres vivos que se alimentam entre si. Esta organização descreve ao mesmo tempo a transferência de energia e de nutrientes dentro de um ecossistema.

A cadeia alimentar está organizada em diferentes níveis tróficos. Inicia-se nos produtores, seguem-se os consumidores de vários níveis e termina nos decompositores.

Níveis tróficos

Os produtores são seres autotróficos, isto é, produzem o próprio alimento a partir dos sais minerais, da água que obtêm do solo e da energia solar (fotossíntese). Alguns exemplos destes seres vivos são as plantas, as algas e as bactérias fotossintéticas.

Os consumidores são seres heterotróficos, isto é, não são capazes de produzir o seu próprio alimento tendo por isso que se alimentar de outros seres vivos. Os consumidores de primeiro nível ou primários são os herbívoros que se alimentam dos produtores. Os consumidores de segundo nível são os carnívoros que se alimentam dos herbívoros. Os consumidores de níveis superiores ao segundo nível são todos aqueles que se alimentam de outros herbívoros ou carnívoros até se atingir o nível dos decompositores.

Alguns consumidores são omnívoros, isto é, alimentam-se não só de outros animais mas também de outros seres vivos como plantas e fungos, fazendo a sua alimentação em vários níveis da cadeia trófica. Um exemplo disso é o ser humano que se alimenta não só de carne e peixe, mas também de batatas, cogumelos, sementes, entre outros alimentos.

Os detritívoros são seres vivos que decompõem os restos dos animais e das plantas transformando-os em matéria inorgânica que posteriormente vai ser novamente transformada em matéria orgânica pelos produtores. Neste nível enquadram-se as bactérias e os fungos, como os cogumelos.

O fluxo de energia e matéria

O fluxo de energia ocorre dos produtores para os decompositores, esta energia vai sendo gasta ou perdida sob a forma de calor ao longo da cadeia alimentar, o que impede que esta seja muito longa. A energia é obtida do sol, pelas plantas, sob a forma de radiação solar que posteriormente vai ser transformada em energia, sendo perdida sempre que se passa de nível.

A transferência de matéria e nutrientes ocorre no mesmo sentido que a transferência de energia, no entanto, a matéria vai sendo reaproveitada e reciclada ao longo de toda a cadeia pelos decompositores. As plantas vão transformar a matéria inorgânica obtido do solo em matéria orgânica durante a fotossíntese, a matéria e os nutrientes vão aumentando até ser transformada novamente em matéria inorgânica pelos decompositores.

Importância da cadeia alimentar

As relações dentro destas cadeias são de extrema importância para o equilíbrio do ecossistema, uma vez que o desaparecimento de um elemento pode favorecer o crescimento sem controlo daquele que servia de alimento ao ser vivo desaparecido. Por outro lado o desaparecimento de um elemento pode fazer desaparecer os seres vivos que se alimentavam daquele que desapareceu. Um exemplo desse fato é a introdução de espécies exóticas num local onde não encontram um predador, estas espécies acabam por proliferar de tal forma que destroem as espécies que já lá se encontravam, outro exemplo foi o desaparecimento do lince ibérico (Lynx pardinus) do território português, este desaparecimento deveu-se à destruição das populações pertencentes à sua fonte de alimento (os coelhos selvagens). Esta relação não é sempre tão linear, podendo tornar-se bastante complexa, uma vez que cada animal alimenta-se de elementos pertencentes a várias espécies de seres vivos diferentes e não apenas de uma. O que não impede o desaparecimento de determinadas espécies em consequência do desaparecimento de outras.

Uma vez que cada animal alimenta-se de vários animais, este pode por isso pertencer a muitas cadeias alimentares diferentes. A um conjunto de cadeias alimentares chamamos de teia alimentar uma vez que as diferentes cadeias interligam-se como se fossem fios de uma teia.

782 Visualizações 1 Total
782 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo