Cadeia Trófica

Cadeia trófica ou cadeia (rede) alimentar é a estrutura de relações alimentares que interliga os seres vivos.

Cada organismo possui um papel funcional na rede. Uns dão início e sustentam toda a cadeia: são os organismos produtores, como plantas, algas, etc. Os produtores vão servir de alimento aos consumidores primários ou herbívoros, que por sua vez vão nutrir os consumidores secundários ou carnívoros.

Esta estruturação é bastante importante do ponto de vista do funcionamento dos ecossistemas, já que, o funcionamento da cadeia trófica está intimamente ligado com dois factores fundamentais para a viabilidade de qualquer ecossistema: a transferência de matéria e de energia.

 

O que é matéria e energia num ecossistema?

Toda a matéria possui energia ou tem potencial para a produzir se determinadas reacções químicas forem estimuladas. Os seres vivos também armazenam energia na matéria de que são compostos em moléculas destinadas a armazená-la, como o ATP (Adenosina Trifosfato). Esta energia é libertada para ser utilizada nas mais diversas funções do organismo.

 

De onde vem a energia para o organismo funcionar?

Para os organismos consumidores, os animais por exemplo, a energia é obtida através de uma combinação de alimentação com respiração. Porque comemos, obtemos moléculas que têm energia, como a glicose, e porque respiramos dão-se reacções químicas que aproveitam a energia do alimento para produzir a nossa energia, em reacções diversas constituídas por várias etapas que ocorrem ao nível das nossas células, como a glicólise ou a fosforilação oxidativa.

Para os organismos produtores, plantas, por exemplo, a energia para funcionarem é obtida de forma diferente. O processo de obtenção de energia dá-se através da realização da fotossíntese – os raios de luz incidem nos órgãos fotossintéticos da planta (folhas, por exemplo) e estimulam reacções químicas que permitem à planta obter a glicose a partir de dióxido de carbono (CO2) e água.

 

As plantas são fundamentais na cadeia trófica: Fornecem alimento e oxigénio

Desde logo, podemos verificar que as plantas (e outros seres autotróficos, como algas e algumas bactérias), são fundamentais para a sustentação das cadeias tróficas, logo, no funcionamento dos ecossistemas.

Se os organismos consumidores necessitam de oxigénio e alimento, então vão buscar estes elementos à produção fotossintética de produtores, como plantas e algas.

No processo de fotossíntese, o oxigénio é libertado para a atmosfera. Desta forma, todos os organismos consumidores passam a poder respirar e produzir a energia necessária ao seu organismo. Por outro lado, todo este processo é realizado utilizando o CO2 presente na atmosfera. Sem este CO2, as plantas não poderiam produzir a glicose para fabricarem as suas moléculas de energia.

É importante notar que, para além das plantas fornecerem alimento e oxigénio aos outros níveis tróficos da cadeia, estão a fornecer um outro serviço fundamental ao ecossistema: o sequestro de CO2 presente na atmosfera.

 

Importância dos organismos decompositores: a reciclagem natural do ecossistema

Quando os seres vivos morrem, é necessário que a sua energia regresse ao ecossistema. Desta forma, existem uma série de organismos preparados para aproveitarem a matéria orgânica em decomposição e, ao integrarem-na no seu próprio funcionamento, estão a fazê-la regressar ao ecossistema.

São exemplos de organismos decompositores bactérias, fungos e protozoários que se alimentam de matéria em decomposição, excrementos, etc., e os decompõem em nutrientes que vão enriquecer o substrato onde se inserem, como o solo, permitindo a actividade dos organismos produtores e fazendo, desta forma, a cadeia alimentar regressar à etapa inicial.

 

 

Referências bibliográficas

Ricklefs, Robert. (2003). A Economia da Natureza. Guanabara Koogan, 5ª Edição.

 

 

3229 Visualizações 4 Total
3229 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo