Biomassa

Conceito de Biomassa – Biomassa é a massa total de matéria orgânica viva existente num dado local. Pode ser expressa em unidades de superfície (…)

Conceito de Biomassa

Biomassa é a massa total de matéria orgânica viva existente num dado local. Pode ser expressa em unidades de superfície (m2 ou ha) ou de volume (m3), e pode ser quantificada em peso fresco ou seco (após a desidratação). De acordo com a conveniência do estudo a ser efectuado, a biomassa pode ser também convertida em unidades representativas do componente que se pretende medir, podendo ser expressa, por exemplo, em teor de clorofila ou de carbono.

A biomassa representa um reservatório natural de matéria e energia que podem ser utilizadas pelo Homem através de tecnologias que permitam convertê-las em energia consumível para as actividades humanas. A madeira e os restos de plantas e animais são exemplos de biomassa. A cana-de-açúcar e o milho são exemplos de produtos naturais que têm sido utilizados na produção de bioetanol.

A produção, a predação e a mortalidade são os eixos principais que condicionam a quantidade de biomassa existente num determinado local, num dado momento. Nem toda a produção primária – armazenamento da energia solar ao nível dos organismos autotróficos – presente num sistema aumenta a biomassa vegetal, já que, parte da energia acumulada serve para manter o próprio ecossistema. Grande parte da biomassa é utilizada como recurso alimentar – predação – e parte dessa energia regressa ao sistema por via da mortalidade e decomposição. A produção secundária é representada pela energia acumulada ao nível dos organismos heterotróficos.

Pirâmide Ecológica de Biomassa

As pirâmides ecológicas servem para representar o número de indivíduos em cada nível trófico de um dado ecossistema. Numa pirâmide ecológica de biomassa, cada segmento da pirâmide é proporcional à biomassa existente em cada nível trófico.

 Biomassa

Assim, na maioria dos ecossistemas encontraremos uma pirâmide semelhante à esquematizada na imagem acima. Os produtores representam a maior quantidade de biomassa, encontrando-se na base da pirâmide, e os consumidores distribuem-se pelos níveis superiores, sendo que, os consumidores das classes dos predadores de topo, como os grandes felinos ou as aves de rapina, representam a fatia de menores dimensões.

Em determinados ecossistemas, como em ecossistemas aquáticos, a pirâmide terá uma configuração invertida. Como a quantificação da biomassa é uma medição efectuada num dado intervalo de tempo, haverá maior quantidade de zooplâncton (organismos não fotossintéticos que vivem em suspensão no meio aquático, logo, consumidores) do que de fitoplâncton (organismos fotossintéticos que vivem em suspensão no meio aquático, logo, produtores), já que, estes últimos possuem uma longevidade inferior.

 Biomassa

Estas quantificações de biomassa apenas traduzem as medições efectuadas num dado momento. Na realidade, a quantidade média anual de fitoplâncton poderá ser bastante maior que a de zooplâncton, já que, a velocidade de reprodução do fitoplâncton é muito superior e, logo, a sua capacidade de reposição no sistema.

605 Visualizações 1 Total
605 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo