Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Apoenzima

Apresentação do conceito de Apoenzima: O termo Apoenzima designa a parte polipeptídica ou proteica de uma enzima desprovida de cofatores (…)

Conceito de Apoenzima

O termo Apoenzima designa a parte polipeptídica ou proteica de uma enzima desprovida de cofatores e cataliticamente inativa.

As enzimas podem classificar-se em dois grupos de acordo com a sua estrutura geral, as enzimas simples e as enzimas conjugadas. As enzimas simples são constituídas exclusivamente por cadeias polipeptídicas (isto é proteína), tal como a tripsina, a pepsina ou as ribonucleases. No entanto, a maioria das enzimas são enzimas conjugadas, ou seja, necessitam da ligação de uma ou mais unidades não proteicas, chamadas cofatores, para poderem exercer uma atividade catalítica. O componente proteico ou polipeptídico desse complexo designa-se apoenzima e é enzimaticamente inativo. Por sua vez, o conjunto formado pela apoenzima e pelo (s) cofator (es) é referido como holoenzima.

apoenzimaPT

Representação esquemática simplificada dos diferentes componentes de uma enzima conjugada.

O cofator (componente não proteico da enzima) fornece grupos funcionais quimicamente reativos, para além dos presentes nas cadeias polipeptídicas da apoenzima. A ligação do cofator à apoenzima varia segundo os casos, podendo acontecer através de ligações fracas e provisórias (apenas no decurso da reação enzimática) ou através de ligações covalentes (muito fortes) que mantêm o cofator firmemente unido à apoenzima. O mecanismo de ativação do cofator efetua-se quer por mudança conformacional da proteína, alterando a sua forma geométrica, quer pela participação direta no mecanismo da reação enzimática.

Os cofatores podem ser do tipo coenzima, grupo prostético ou ião metálico.

Coenzima: Uma substância orgânica não proteica, termoestável, com ligação fraca à apoenzima e frequentemente derivada de uma vitamina do tipo B. Alguns exemplos de coenzimas são a coenzima A, derivada da vitamina B5 (ou ácido pantoténico), as coenzimas PLP que derivam da vitamina B6 (ou piridoxina) e a biocitina, derivada da vitamina B7 (ou biotina);

– Grupo prostético: Uma substância orgânica complexa e não proteica que se liga fortemente à apoenzima. Este tipo de cofator está presente, por exemplo, nos citocromos, sob a forma de um grupo heme que está firmemente unido ao apocitocromo, sendo necessários ácidos fortes para dissocia-lo;

– Ião metálico: Também chamado ião ativador, inclui os iões potássio (K+), ferroso (Fe2+), férrico (Fe3+), cobre (Cu2+), cobaltoso (Co2+), zinco (Zn2+), manganoso (Mn2+), magnésio (Mg2+), sódio (Na+) e cálcio (Ca2+). São iões inorgânicos obtidos através do aporte nutricional em minerais. A aminopeptidase é um exemplo de enzima cujo cofator é um ião metálico, Mn2+ ou Mg2+. A substituição de Mn2+ ou Mg2+ por outro ião metálico leva ao bloqueio da atividade enzimática. Outro exemplo é a carboxipeptidase, uma enzima cuja atividade é ativada pelo Zn2+. Neste caso, a substituição do zinco por cobalto irá retardar a atividade enzimática.

3093 Visualizações 1 Total

References:

  • Borel, J. (1997). Biochimie dynamique. 1st ed. Bruxelles: DeBoeck Université.
  • Devlin, T. (2004). Bioquímica. 1st ed. Barcelona: Reverté.
  • Fruk, L., Kuo, C., Torres, E. and Niemeyer, C. (2009). Apoenzyme Reconstitution as a Chemical Tool for Structural Enzymology and Biotechnology. Angewandte Chemie International Edition, 48(9), pp.1550-1574.
3093 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo