Actinopoda

Os Actinopoda constituem um grupo de protistas que inclui importantes subgrupos de organismos como os Radiolaria, os Heliozoa e os Acantharia.

Os Actinopoda constituem um grupo de protistas que inclui importantes subgrupos de organismos, como os Radiolaria, os Heliozoa e os Acantharia. A maior parte das espécies que constituem estes grupos possui um esqueleto interno constituído por sílica. Os Radiolários e os Acantários são todos organismos planctónicos exclusivos de habitats marinhos, maioritariamente em ecossistemas de águas quentes. Já os Heliozoa ocorrem em sistemas aquáticos de águas doces e surgem, normalmente, agarrados a organismos bentónicos ou a objectos submersos, através de um pedúnculo de natureza proteica ou de uma estrutura basal de formação citoplasmática.

Axopódios

A designação ‘Actinopoda’ significa ‘pé radiado’ e faz referência aos ‘axopódios’, estruturas que radiam a partir do centro dos corpos destes organismos. Os axopódios são pseudópodes delgados, sustentados por um núcleo central de microtúbulos que se estendem a partir da região do ‘axoplasto’. O padrão de organização dos microtúbulos varia de táxon para táxon e constitui uma característica taxonómica importante.

Os axopódios exercem a função de nutrição e de locomoção. O citoplasma das células destes organismos possui um movimento bidireccional característico, fazendo com que as substâncias presentes no meio circulem entre os pseudópodes e o corpo principal da célula.

Características gerais dos Actinopoda

A célula nos Actinopoda é rodeada por uma membrana plasmática. Esta membrana pode ser sustentada por um esqueleto, normalmente interno, segregado pela própria célula. A constituição deste esqueleto varia de acordo com o tipo de organismo. Os Actinopoda movimentam-se, na sua grande maioria, por uma forma de locomoção passiva. Nalguns casos, a locomoção é auxiliada pelos axopódios.

Na maioria das espécies, as mitocôndrias exibem cristas tubulares e possuem um núcleo vesicular. Algumas espécies têm um núcleo ovular, enquanto outras formas são multinucleadas. A divisão nuclear ocorre por pleuromitose intranuclear (excepto nos Heliozoa). Há a formação de um fuso mitótico e ocorrência de centríolos que se localizam fora do núcleo. A divisão nuclear nos Heliozoa ocorre por ortomitose semiaberta.

A reprodução assexuada está presente e pode ocorrer por fissão binária, fissão múltipla, ou por gemulação. A reprodução sexuada é apenas conhecida em alguns Heliozoa e desenvolve-se por mecanismos de autogamia. A meiose envolve duas divisões que antecedem a formação dos gâmetas.

Tal como acontece em outros grupos de protistas, como os Rhizopoda ou os Apicomplexa, as células dos Actinopoda não exibem plastídios.

2146 Visualizações 1 Total

References:

Kochhann, K. G. D. (2011). Radiolários: estado do conhecimento e aplicações às geociências. Terrae Didatica, 7(1), 18-28.

Dennett, M. R., Caron, D. A., Michaels, A. F., Gallager, S. M., & Davis, C. S. (2002). Video plankton recorder reveals high abundances of colonial Radiolaria in surface waters of the central North Pacific. Journal of Plankton Research,24(8), 797-805.

Brusca, Richard C.  and Brusca, Gary J. (2002). Invertebrates. Sinauer Associates, 2ª Edição.

 

2146 Visualizações

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo

Flag Counter