Castas Sociais

Conceito de Castas Sociais

No âmbito da sociologia e das ciências sociais em geral, a expressão castas sociais designa um número muito grande de grupos hereditários, geralmente locais, rigidamente endogâmicos, impermeáveis a movimentos de mobilidade social e organizados numa hierarquia social de inferioridade e superioridade. Em muitos casos, as castas são reconhecidas por lei e possuem quase sempre uma base religiosa.

Apesar de actualmente ser sobretudo aplicado à organização social na Índia, o termo casta tem origem portuguesa, tendo sido aplicado inicialmente a grupos de raças diferentes nas colónias portuguesas e espanholas da América, grupos estes, cujas características, por sinal, pouco tinham a ver com o conceito actual de castas. De facto, nas colónias portuguesas e espanholas da América, verificou-se uma forte mistura de raças dando origem a diversas subcastas como os mestiços e os mulatos, o que contraria a principal característica do conceito actual de casta: a endogamia.

Além da corrente que defende a utilização do conceito de castas apenas para o sistema de estratos sociais indiano, existe outra corrente que defende a aplicação do conceito a outras sociedades que obedeçam a características como a aquisição hereditária de estatuto social, a existência de endogamia (casamento entre membros da mesma classe social) e a existência de uma organização social hierarquizada. Inclui-se neste conceito, diversas sociedades americanas primitivas e africanas ou até mesmo para caracterizar algumas minorias em países desenvolvidos como é o caso dos ciganos na Europa.

43 Visualizações 4 Total
43 Visualizações