Terceira idade

A terceira idade é uma fase da vida em que é necessário procurar evitar o isolamento e a solidão através de estratégias de promoção da saúde e da qualidade de vida do idoso.

A terceira idade é uma fase da vida em que é necessário procurar evitar o isolamento e a solidão através de estratégias de promoção da saúde e da qualidade de vida do idoso.

Os estudos evidenciam que a maior preocupação com o indivíduo na terceira idade diz respeito à qualidade de vida do mesmo e por isso mesmo têm sido muitos os investimentos feitos nesse sentido, principalmente nas áreas sociais, da psicologia e até mesmo na organização do ambiente destes indivíduos (Carneiro, & Falcone, 2004).

Para que tal seja possível, é necessário que haja uma verdadeira interação entre o indivíduo idoso e o meio onde estes investimentos são possíveis, através de formação de profissionais de saúde, seja ela física, cognitiva, comportamental, social, etc (Carneiro, & Falcone, 2004).

Considera-se com saldo positivo no que diz respeito ao bem-estar quando um indivíduo na terceira idade tem plena capacidade de percepção, sentimentos, valores e até boas expetativas (Carneiro, & Falcone, 2004).

Autores como Irigaray e Schneider (2008) ressalvam a importância de promover a autoestima, a cidadania, a autonomia, a independência, a auto-expressão  e a reinserção social já mencionada.

Alguns autores evidenciam ainda a importância da auto-eficácia, que, com o tempo, sofre algum declínio, o que faz com que o idoso tenha tendência para perder um pouco a capacidade de funcionamento cognitivo, ou seja, quando se promove a mesma, a qualidade de vida na terceira idade melhora (Carneiro, & Falcone, 2004).

Não podemos deixar de mencionar os relacionamentos e a vida social, já que é fundamental evitar a solidão e o isolamento na terceira idade (Carneiro, & Falcone, 2004).

Uma das formas de conseguir fazer frente ao isolamento e à solidão que alguns idosos enfrentam, é a entrada para a Universidade que estimula o seu desenvolvimento, a busca pelo conhecimento e a atualização cultural (Irigaray, & Schneider, 2008).

Conclusão

Parece comum a todos os autores que os estudos evidenciam a prevenção do isolamento social e da solidão na terceira idade para promover a qualidade de vida e a saúde nesta faixa etária da população. Para tal são várias as estratégias pensadas tais como a formação de profissionais de saúde capacitados para lidar com a faixa etária da população, bem como a promoção de relacionamentos interpessoais como, em muitos casos já se verifica, o investimento numa Universidade para fomentar a procura de conhecimento e aprendizagem contínuos.

  • Carneiro, R.S, & Falcon, E.M.O. (2004). UM ESTUDO DAS CAPACIDADES E DEFICIÊNCIAS EM HABILIDADES SOCIAIS NA TERCEIRA IDADE. Psicologia em Estudo, Maringá, v.9, n. 1, p. 119-126, 2004.
  • Quarti Irigaray, Tatiana; Schneider, Rodolfo Herberto. Impacto na qualidade de vida e no estado depressivo em idosas participantes de uma universidade da terceira idade. Estudos de Psicologia, vol. 25, núm. 4, outubro-dezembro, 2008, pp.517-525. Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Brasil.
37 Visualizações 1 Total
37 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.