Stalking

Conceito de Stalking

Conceito de Stalking

O stalking, ou assédio persistente, pode ser definido como uma forma de violência interpessoal, na qual se verifica um conjunto de comportamentos persistentes de procura (e.g. telefonar ou enviar mensagens insistentemente) e monitorização (e.g. vigiar, perseguir) de uma determinada pessoa (vítima) por outra (stalker). O comportamento do indivíduo é percebido como indesejado por parte da vítima, podendo em certas situações aparentar inofensivo, isto é, percebido como não violento, embora esta constitua uma das formas menos severas do assédio, não raras vezes progredindo em frequência, intensidade e duração (e.g. contactos cada vez mais frequentes e percebidos como ameaçadores).

O comportamento de assédio pode prolongar-se no tempo e gradualmente manifestar-se de formas mais intimidatórias (podendo culminar inclusive em violência física e/ou sexual), constituindo uma forma de violência psicológica, invadindo a privacidade e a percepção de segurança da pessoa. O stalking pode ser encontrado em diversos contextos, como seja no contexto conjugal ou de relacionamentos amorosos (e.g. ex-namorado), no contexto laboral ou social, assim como tipificar-se consoante o meio através do qual ocorre, podendo acontecer por via presencial (e.g. vigiar e perseguir pessoalmente) ou pelo uso de internet (e.g. assédio persistente através de emails ou outros contactos).

A experiência por parte da vítima é usualmente acompanhada de ansiedade face à expectativa de futuras aproximações do stalker, sendo essencial o apoio de pessoas significativas (e.g. familiares ou amigos), assim como de serviços de apoio, como a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). Esta associação tem vindo a promover campanhas de sensibilização e de crescente divulgação do stalking, contribuindo para auxiliar as vítimas no modo como vivem e gerem esta experiência, que pode apresentar consequências para a sua saúde mental (e.g. perturbações de ansiedade em geral; perturbação de pós-stress traumático).

Palavras-chave: assédio, violência interpessoal

 

500 Visualizações 1 Total

References:

Matos, M., Grangeia, H., Ferreira, C., & Azevedo, V. (2011). Stalking: Boas práticas no apoio à vítima. Manual para profissionais. Porto: Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

500 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo