Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  História do Brasil
  •  História de Angola
  •  História de Moçambique
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática

 

 

Perturbação do desenvolvimento da coordenação motora

A perturbação do desenvolvimento da coordenação motora diz respeito à limitação em realizar alguns movimentos próprios do dia a dia.

descoordenaçao motora

A perturbação do desenvolvimento da coordenação motora diz respeito à limitação em realizar alguns movimentos próprios do dia a dia. Habitualmente ela traz, também, consequências ao nível intelectual.

De acordo com os trabalhos de Palha (s.d.) a perturbação do desenvolvimento da coordenação motora é diagnosticada quando se encontram algumas características específicas limitativas a esse nível, tais como atrasos nas competências motoras e falta de destreza nos movimentos.

Segundo Toniolo e Capellini (2010) é possível, ainda, observar sinais da patologia quando a criança demonstra dificuldades nas tarefas básicas do dia a dia como vestir-se. Lavar-se, alimentar-se, etc, comparativamente a outras crianças da mesma idade sem este tipo de perturbação.

Estas limitações podem ser verificadas na forma como a criança se senta, na forma como aperta os atacadores dos sapatos, entre outras, na primeira infância, e, mais à frente, nas dificuldades em desempenhar tarefas e atividades escolares quando a criança se encontra em fase escolar (Palha, s.d.; Toniolo, & Capellini, 2010).

No que diz respeito aos sinais em fase escolar, devido aos contornos da perturbação, a criança apresenta baixo rendimento e frustração na sua performance académica (Toniolo, & Capellini, 210).

Ao contrário do que é habitual na maioria das perturbações que poderão aparecer mais frequentemente nos primeiros anos de vida e nos primeiros estágios da infância, a perturbação do desenvolvimento da coordenação motora, não está associada à grande maioria dos outros tipos de perturbação, como uma paralisia cerebral, uma distrofia muscular ou uma hemiplegia, por exemplo, ou seja, não se pode fazer o diagnóstico com base na existência de qualquer uma destas perturbações (Palha, s.d.). Desta forma, o autor deixa muito claro que esta perturbação se trata de um atraso na coordenação motora, o qual, o mesmo define como uma espécie de imaturidade motora ao nível do seu desenvolvimento (Palha, s.d.).

Por outro lado, se quisermos encontrar perturbações que lhe possam estar associadas, podemos falar na perturbação intelectual, ou seja, as pesquisas indicam que crianças com alguma espécie de atraso mental, podem desenvolver uma espécie de perturbação do desenvolvimento da coordenação motora (Palha, s.d.).

Alguns estudos associam, também, esta perturbação a limitações, não só nas tarefas cognitivas, mas também nas funções visuo espaciais (Toniolo, & Capellini, 2010).

Por vezes, devido ao desconhecimento da perturbação, tendo em conta as limitações escolares envolventes, a criança começa a ser vista como preguiçosa, desmotivada, descoordenada, ec (Toniolo, & Capellini, 2010).

No entanto, Palha (s.d.) verificou, também, nos seus estudos, que a relação entre o défice cognitivo e este tipo de perturbação, é, ainda de origem incerta, uma vez que diferentes especialistas têm diferentes opiniões, não chegando, portanto, a nenhum consenso.

Isto acontece porque, em algumas situações, ao submeter a criança à avaliação das capacidades cognitivas e também à avaliação das capacidades motoras, observam-se resultados dispares entre ambas (Palha, s.d.). De acordo com os estudos de campo, verifica-se mesmo que existem diferenças acentuadas na avaliação entre uma capacidade e a outra, chegando mesmo a ser necessário fazer dois tipos de diagnóstico diferentes (Palha, s.d.).

Contudo, é bastante frequente encontrarmos dificuldades de aprendizagem que lhe são profundamente associadas, problemas sociais, emocionais e até mesmo, comportamentais (Toniolo, & Capellini, 2010).

Devido a todas estas informações dispares, Palha (s.d.) considera imprescindível que avaliação seja feita por um profissional devidamente habilitado para a mesma, de modo a saber interpretar corretamente cada uma das duas situações.

Conclusão

Verifica-se que a perturbação do desenvolvimento da coordenação motora, afeta a criança de forma física e de forma psicológica, tendo em conta as limitações ao nível dos movimentos e da capacidade de realizar as tarefas do dia a dia e, no caso da idade escolar, os problemas no rendimento associados à perturbação. É nesse sentido, e verificando que as únicas perturbações que lhe podem estar associadas, ou não, como a perturbação intelectual, que é importante fazer um diagnóstico meticuloso que permita fazer os despistes corretos e encontrar a forma mais adequada de acompanhamento eficaz.

549 Visualizações 1 Total

References:

  • Palha, M. (s.d.). Perturbação do Desenvolvimento da Coordenação Motora;
  • Toniolo, Cintia Sicchieri, & Capellini, Simone Aparecida. (2010). Transtorno do desenvolvimento da coordenação: literatura sobre os instrumentos de avaliação. Revista psicopedagógica 27(82), 109-116. Recuperado em 3 de novembro de 2017 de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862010000100011.
549 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

 

 

Knoow - a divulgar conhecimento pelo mundo